Papa Francisco recusa convite de Temer para visitar o Brasil em 2017

Patrice Gainsbourg
Abril 19, 2017

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) já criticou abertamente a reforma da Previdência defendida por Temer.

A atribulada agenda foi o motivo alegado para não visitar o Brasil em 2017, mas ele disse seguir rezando e atento ao que acontece no país. "Fazemos nossas as palavras do papa: 'A vossa difícil tarefa é contribuir a fim de que não faltem as subvenções indispensáveis para a subsistência dos trabalhadores desempregados e das suas famílias".

"Sei bem que a crise que o país enfrenta não é de simples solução, uma vez que tem raízes sócio-político-económicas, e não corresponde à Igreja nem ao Papa dar uma receita concreta para resolver algo tão complexo", lê-se na carta citada pela estação de televisão Globo News. O site "G1" antecipou trechos do texto. Francisco esteve uma única vez no Brasil em 2013, para a Jornada Mundial da Juventude.

Contudo, o líder religioso ainda acrescenta que "não pode deixar de pensar em tantas pessoas, sobretudo os mais pobres, que muitas vezes se veem completamente abandonados e costumar ser aqueles que pagam o preço mais amargo e dilacerante de algumas soluções fáceis e superficiais para crises que vão muito além da esfera meramente financeira". Volte logo!". Em Aparecida (SP), Francisco prometeu: "teria volta. Pois eu digo que nesta semana a sua presença fez do Brasil um paraíso permanente. Temer então discursou: "Quero dizer-lhe: boa viagem!" "Peço um favor. Com jeitinho". Que Deus os abençoe.

Jinder Mahal challenging for WWE title at Backlash
Yes, it was Jinder Mahal who ended up winning the match and leaving fans in attendance at SmackDown Live in complete shock. AJ Styles defeated Baron Corbin and Sami Zayn last week to become the #1 Contender for the United States Championship .

Em setembro passado, na inauguração de uma imagem de Nossa Senhora Aparecida no Vaticano, o Pontífice já havia dito que o Brasil passava por um "momento triste".

No fim de 2016, com o impeachment de Dilma já selado, o novo presidente brasileiro reiterou formalmente o convite.

Contudo, o Papa sempre evitou se posicionar publicamente sobre a crise política enfrentada pelo País e que culminou na derrubada da presidente petista.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL