Sem citar JBS, Temer grava vídeo emque cobra punição a criminosos

Patrice Gainsbourg
Junho 20, 2017

Ortolan afirmou ter trabalhado como consultor da Eldorado entre 2012 e 2013, por R$ 15 mil mensais.

Temer informou que vai protocolar, amanhã, ações civil e penal na Justiça contra o empresário.

Depois de ser chamado de "chefe de organização criminosa" por Joesley Batista em entrevista à revista Época, o Palácio do Planalto soltou uma nota desmentindo as informações do executivo da JBS.

Ele contou que Temer não tinha "cerimônia" para pedir dinheiro e que o ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), cobrava propina em nome de Temer. Ele descreve uma relação de intimidade com o presidente. Em nota à imprensa, o Palácio do Planalto chamou o empresário de "bandido notório".

A pena, no entanto, pode aumentar em 1/3 se o delito é praticado contra o presidente da República. Na ação, Temer pede que o empresário seja condenado pelo crimes de calúnia, difamação e injúria. "Por outro lado, se você baixar a guarda, eles não têm limites", descreveu. A injúria se dá pela ofensa à dignidade ou ao decoro, com pena de um a seis meses, ou multa. Sempre foi uma relação institucional, de um empresário que precisava resolver problemas e via nele a condição de resolver problemas. Em 2016, o faturamento das empresas da família Batista chegou a R$ 183 bilhões.

Trooping the color' in London for queen's official birthday
Both George and Charlotte could be seen watching the festivities from a window in Buckingham Palace earlier that day. The Queen's birthday is on April 21 but it is officially acknowledged in the United Kingdom on a Saturday in June.

Segundo o Estadão, o empresário, que após ter acordo de delação premiada foi morar nos Estados Unidos, está no Brasil desde o último domingo (11) e, nesta sexta-feira (16), prestou depoimento na Justiça Federal, em Brasília.

"Não pode brigar com eles", diz o empresário na entrevista.

Joesley explica que a J&F, dona da JBS, da Vigor e da Eldorado Brasil, entre outras epresas, entrou no esquema de pagamento de propinas para "conseguir algo que estava dentro do nosso direito". A imagem e honorabilidade do autor foram extremamente atingidas pelas levianas acusações direcionadas pelo requerido, as quais, no mínimo, colocaram em dúvida a credibilidade e idoneidade do autor como presidente da República e cidadão. "Indiscutível, portanto, que o autor sofreu dano moral", argumenta a defesa. Depois, diz que todo o dinheiro será destinado para uma instituição de caridade. "Havia milhões de razões para terem ódio do presidente e de seu governo", disse Temer em nota.

Antes de embarcar para Rússia e Noruega, o presidente Michel Temer gravou um vídeo que será exibido nesta segunda-feira, 19, nas redes sociais no qual afirma que os criminosos não ficarão impunes. "O Temer é o chefe da Orcrim (organização criminosa) da Câmara". A relatoria é do ministro Edson Fachin. De acordo com seus advogados de defesa, o conteúdo foi o mesmo apresentado com provas na delação premiada firmada com a Procuradoria-Geral da República (PGR).

A expectativa é de que esta denúncia seja oferecida nos próximos dias. E que o dinheiro duraria até março deste ano. Na viagem, o presidente Temer reafirmará ainda a mensagem de firme compromisso com a agenda de reformas e de maior e melhor integração do País com os fluxos globais de comércio e investimentos, salientando que colocará a diplomacia presidencial a serviço das prioridades dos brasileiros: o crescimento econômico e a geração de empregos.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL