Estado pode cumprir défice previsto de 1,5%, admite CFP

Judith Bessette
Julho 12, 2017

Indicação que surge na análise à evolução orçamental, a entidade independente liderada por Teodora Cardoso.

Tal como já tinha sido feito pela UTAO, na análise do CFP destaca-se que o aumento da receita fiscal ficou, nos primeiros três meses do ano, abaixo daquilo que é previsto para o total do ano (0,9% no trimestre versus a previsão de 2,7% presente no OE), mas assinala-se que tal foi compensado por um crescimento mais baixo da despesa face ao projectado (0,3% para uma previsão anual de 4,6%).

"Estes valores não refletem qualquer eventual impacto decorrente da recapitalização da CGD, que se iniciou no 1.º trimestre de 2017", pode ler-se no documento.

Perspetivas para o conjunto deste ano?

O défice público de 2,1% do PIB registado em Portugal durante o primeiro trimestre deste ano constitui um sinal positivo em relação à capacidade do Governo para cumprir as metas orçamentais que definiu para a totalidade de 2017, considera o Conselho das Finanças Públicas (CFP), alertando, no entanto, que o sucesso não é ainda um dado adquirido.

Mega-Sena pode pagar R$ 36 milhões
Para apostar na Mega-Sena As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país. Além disso, outras 4.250 acertaram quatro números e levaram para casa R$ 877,52.

A comparação com o mesmo período de 2016 evidencia uma melhoria homóloga de 490 milhões de euros (equivalente a 1,2 pontos percentuais do PIB).

Excluindo os juros, o Estado português voltou a considerar registar um saldo primário positivo, algo que tem acontecido em todos os trimestres desde setembro de 2015.

Ainda assim, há notícias negativas o que diz respeito à dívida pública: "A dívida pública na ótica de Maastricht fixou-se em 130,5% do PIB no 1.º trimestre de 2017, o que compara com 130,3% no final de 2016".

O cumprimento do objetivo para o rácio da dívida no final de 2017 fixado no Programa de Estabilidade 2017-2021 implica uma diminuição de 2,6 pontos percentuais do PIB no conjunto dos próximos três trimestres, avisa.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL