Morre 1ª mulher a ganhar 'Nobel da Matemática'

Eloi Lecerf
Julho 16, 2017

Apelidado de "Prêmio Nobel de Matemática", a Medalha Fields só é concedida a cada quatro anos entre dois e quatro matemáticos com menos de 40 anos.

Segundo a imprensa iraniana, Maryam Mirzakhani morreu "de cancro num hospital dos Estados Unidos".

"Uma luz foi apagada hoje. Isso rompe meu coração...ela se foi muito cedo", disse o amigo, o cientista da Nasa Firouz Naderi, publicado no Instagram. "Um génio? Sim. Mas também uma filha, mãe e esposa".

No ano passado, Maryam se tornou a primeira iraniana eleita para a Academia Nacional de Ciências dos EUA, como reconhecimento pelo "eminente e contínuo sucesso em investigação original".

Serena Williams Has a Poster of Herself in Her Home
They were like, 'I think you need to come in for this.' So I ended up going inside'. "I never touched [the money]". But when Williams first started playing her sport, fame was new, unfamiliar and nearly unexpected.

Ela recebeu a Medalha Fields em 2014, junto com o brasileiro Arthur Avila, por seus trabalhos sobre geometria complexa e sistemas dinâmicos.

"Apesar da natureza sumamente teórica de seu trabalho, tem aplicações em Física, Mecânica Quântica e em outras disciplinas fora da Matemática", destacou o jornal "Stanford News", da universidade homônima, situada na Califórnia, nos EUA.

Segundo o Impa, Maryam fez graduação em matemática na Sharif University of Technology em 1999 e doutorado na mesma área em Harvard, em 2004.

Ficou conhecida no cenário internacional da Matemática ainda adolescente, ao ganhar medalhas de ouro nas Olimpíadas Internacionais da Matemática em 1994 e em 1995.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL