UE sanciona 16 pessoas por ataques químicos contra civis na Síria

Patrice Gainsbourg
Julho 18, 2017

A lista é composta por oito militares e outros tantos cientistas "implicados na proliferação de armas químicas e no seu uso", segundo o Conselho da UE.

O Reino Unido afirmou que a União Europeia irá emitir sanções contra 16 indivíduos sírios, que estariam envolvidos em ataques de armas químicas contra civis, visando funcionários militares e científicos do país.

A decisão de hoje amplia para 255 o número total de pessoas que a UE impede de entrar em território comunitário e cujos bens foram congelados, ao considerá-las "responsáveis pela repressão violenta contra a população civil síria", que se beneficiam e apoiam o regime do presidente Bashar al Assad.

O ato jurídico correspondente e os nomes dos 16 sírios sancionados devem ser publicados no Jornal Oficial da UE na terça-feira, 18 de julho.

Five Rescued When Boat Capsizes
All four were successfully rescued and did not suffer any major injuries, but only two of the four were wearing life jackets. The 333-mile (540-kilometer) yacht race starts off Chicago and ends in Lake Huron off Mackinac Island, Michigan.

Johnson disse que a medida mostra as intenções do Reino Unido e "dos amigos da Europa" sobre os ataques com armas químicas na Síria.

As sanções contra a Síria abarcam, entre outras, um embargo petrolífero, restrições a alguns investimentos, o congelamento de ativos que o banco central sírio tem na UE e restrições às exportações de equipamentos e tecnologias.

Essas medidas foram ampliadas em 29 de maio e estarão em vigor até 1º de junho de 2018.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL