Pais de menina que transmitiu suicídio na web são encontrados mortos

Judith Bessette
Julho 29, 2017

Os pais da estudante Bruna Andressa Borges, de 19 anos, que cometeu #Suicídio e o transmitiu, ao vivo, pelo Instagram na quarta-feira (26), foram encontrados mortos, na residência do casal, na tarde desta sexta-feira. Tudo dói, palavras doem, sentimentos doem (...) Já fui abandonada e julgada pela pessoa que achei que seria minha melhor amiga.

No Facebook, as postagens que antecederam o trágico acontecimento diziam coisas como "a maior arma que o mundo criou foi o próprio ser humano", e "lamento profundamente ter existido". "Eu quero viver, mas quero ser livre e feliz, porém, parece que não dá pra ser feliz tendo que agradar a todos e a si mesmo".

A partir desse dado momentos, os amigos de Bruna perceberam algo estranho e tentou contato telefônico com ela, mas não foi possível, então os amigos começaram a escrever nas redes sociais pedindo que Bruna atendesse o telefone.

Ainda no Facebook, Bruna perguntou: "Já viram alguém morrer ao vivo?". "Peço desculpas aos poucos que me restaram e que tanto me aconselharam, simplesmente não consigo", continuou.

Amos Genish vai assumir Telecom Italia
Genish, que tem origem israelense, ocupava o cargo de CCO, ou, diretor de convergência da Vivendi. Antes morando em Londres (Inglaterra), Genish arruma as malas e se mudará para Roma (Itália).

O Corpo de Bombeiros foram acionados para ir até a casa de Bruna, porem o endereço que passaram para os Bombeiros foram errado, quando se conseguiu chegar de fato na casa de Bruna o pior já havia acontecido. "Infelizmente, não chegamos a tempo de conter devido a esse desencontro", explica o major do Corpo de Bombeiros, Cláudio Falcão.

Uma tia da jovem, Maria Andrade, confirmou que ficou sabendo da notícia através de amigos da família. Era uma menina feliz, tinha liberdade, era muito forte.

O caso foi registrado pelos pais da adolescente na Delegacia de Flagrantes (Defla), eles não deram declarações sobre a tragédia.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL