Usain Bolt perde a final dos 100m na sua despedida das pistas

Vincent De Villiers
Agosto 6, 2017

A despedida do jamaicano relega para segundo plano tudo o resto, nestes campeonatos, até mesmo o também anunciado adeus de outra estrela, o fundista Mo Farah. Tricampeão olímpico nos 100m e 200m - só não é no revezamento porque a Jamaica perdeu uma das medalhas por conta de doping de um atleta - Bolt é um dos maiores atletas da história. O jamaicano correu em 9s98, apenas um centésimo atrás do americano Christian Coleman, dono da melhor marca nas semifinais.

Justin Gatlin é o novo campeão do Mundo dos 100 metros.

O status do sul-africano neste Mundial de Londres também aumentou por causa de ausências de peso confirmadas às vésperas da competição, como por exemplo a do britânico David Rudisha, que foi medalhista de ouro dos 800 metros nos Jogos de 2012, quando também quebrou o recorde mundial da distância.

Miguel Oliveira renova com equipa oficial KTM até 2018
Apesar de não ter repetido o estatuto da manhã, o português ficou à frente dos dois colegas de pódio do Mundial. Miguel Oliveira mostrou-se satisfeito com o segundo lugar na grelha para o Grande Prémio da República Checa.

Depois de reclamar do bloco de partida da pista, o "pior que já viu", segundo afirmou na sexta-feira, após as eliminatórias, Bolt fez novamente uma péssima largada e precisou fazer uma prova de recuperação.

A meia-final está marcada para amanhã, sábado, no Estádio Olímpico, tal como a prova final.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL