Neymar pode estrear-se pelo PSG no próximo domingo — Aponte na agenda

Rebecca Barbier
Agosto 13, 2017

Apesar de uma possível "birra" dos espanhóis, no entanto, o clube informa que o valor da multa rescisória de 222 milhões de euros (cerca de R$ 815 milhões), pagos há exatos sete dias, ainda não foi compensado e não entrou na conta bancária do clube catalão. Oficialmente, o Barcelona tem até o dia 18 de agosto de agosto para enviar os documentos para a Liga Espanhola.

Após estrear vencendo o Amiens por 2 a 0, o PSG espera vencer longe de seus domínios, mas vai enfrentar um adversário bem embalado. É um jogador muito diferenciado. Será na terceira rodada do Campeonato Francês, no próximo dia 19, contra o Toulouse.

Fora de campo, a documentação de Neymar está regularizada. Muito pelo contrário. Entretanto, ao escolher o PSG Neymar praticamente se vê obrigado a fazer história para não ser um fracasso. No entanto, nesse caso parece que as chances ficaram bastante reduzidas, pois, além de os ingleses quererem segurar o jogador, ele estaria propenso a ir para o Barcelona em caso da efetivação de uma transferência.

No entanto, Neymar tem como característica o equilíbrio entre os gols marcados e as assistências. Além disso, a entidade liberou o Certificado de Transferência Internacional da Fifa à Liga de Futebol da França e o brasileiro está regularizado. O técnico Unai Emery se mostrou animado com a possibilidade. "É um bom duelo". Agora, ele receberá 12 milhões de euros (R$ 44 milhões) por temporada.

Stocks open lower; Disney and Netflix fall
The VIX, a measure of how much volatility investors expect, jumped to its highest level since May. The dollar index fell 0.32 per cent, with the euro up 0.42 per cent to US$1.1819.

O Guingamp, pequeno clube bretão da França, vive a expectativa de receber o grande astro em seu estádio. Com esta cláusula temos todas as garantias para contratar.

Não é só. O Paris Saint-Germain também está atrás de um atacante de área e o preferido é o chileno Alexis Sanchez.

O site francês "Ecofoot", especializado em economia no futebol, costuma publicar comparativos anuais de finanças das equipes que disputam a primeira divisão francesa.

"Por sorte, fomos para um local onde a lei não permite essas divagações", comentou Gustavo Xisto, lembrando dos problemas fiscais enfrentados pelo atacante recentemente. No total, já são quase R$ 36 mil gastos só com champanhe. Preocupado com os danos à sua imagem, o jogador decidiu que vai pagar o que deve à Receita Federal.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL