Crise na Venezuela deve ser resolvida sem qualquer intervenção externa — Moscou

Patrice Gainsbourg
Agosto 17, 2017

As divergências internas na Venezuela devem ser resolvidas de forma pacífica, sem participação externa e sem qualquer intervenção militar, afirmou o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov.

"Estamos unidos quanto à necessidade de que as diferenças existentes no país [Venezuela] sejam superadas de maneira pacífica, através do diálogo nacional, sem qualquer pressão externa - para não falar do caráter inaceitável da ameaça de intervenção militar nos assuntos internos daquele país”, declarou o chanceler russo Sergey Lavrov". A convocação deste órgão foi feita sob a iniciativa de Nicolas Maduro.

Há pouco na Venezuela foram realizadas eleições para a Assembleia Constituinte, que deverá aprovar alterações à Constituição do país.

Irom Sharmila weds Desmond Coutinho in Kodaikanal in no fringe ceremony
Despite opposition from political outfits, including the Hindu Makkal Katchi, the activist got married to her boyfriend. We have not handed out any invitation cards for our marriage and none of our family members and relatives will come.

As autoridades russas anunciaram hoje o envio do primeiro carregamento de 30.500 toneladas de trigo para a Venezuela a partir do porto de Novorossiysk, no sul da Rússia.

Rússia, Irão, Qatar, Argélia, Bolívia, Egito, Guiné Equatorial, Líbia, Nigéria, Trinidad e Tobago, Venezuela e Emirados Árabes Unidos são os países que fazem parte do FPEG e que controlam 42% do abastecimento de gás mundial.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL