Tempestade Harvey provocou duas explosões em fábrica de químicos no Texas

Patrice Gainsbourg
Setembro 1, 2017

De acordo com a agência "Reuters", pelo menos 15 policiais foram tratadas após inalar substâncias químicas.

Rios e reservatórios do Texas se mantiveram nos níveis de inundação ou próximos disso, e as autoridades avisaram que as águas elevadas continuarão representando um perigo na região nos próximos dias.

A empresa já havia anunciado que um corte de energia elétrica provocado pela chuva impedia a refrigeração adequada de compostos armazenados na unidade e que existia o risco de explosão.

A fábrica produz peróxidos orgânicos para serem utilizados na produção de resinas plásticas, tintas, entre outros produtos.

Cerca de 100 mil moradias foram danificadas em maior ou menor medida pelo furacão e tempestade "Harvey" em sua passagem pelo Texas e pela Louisiana, informou nesta quinta-feira (31) a Casa Branca, razão pela qual o governo do presidente Donald Trump solicitará ao Congresso fundos de emergência para responder aos estragos da catástrofe.

Número de fumantes passivos cai 42% no Brasil
Como parte da política de combate ao tabagismo , o SUS oferece tratamento gratuito para fumantes nas Unidades Básicas de Saúde. Essa fumaça se difunde no ambiente e faz com que as pessoas ao redor inalem a mesma quantidade de poluentes que os fumantes .

"Os peróxidos orgânicos são extremamente inflamáveis e, como acordado com funcionários públicos, o melhor a fazer é deixar queimar", acrescentou a empresa. Durante a noite, foram encontrados os corpos de um casal em Simonton e seis outros no condado de Harris, na região de Houston. A empresa afirmou que há chance de novas explosões e pediu para que as pessoas não se aproximem do local.

A cidade de Beaumont (112 quilômetros de Houston), está com problemas no abastecimento de água, o que obrigou um hospital local a transferir todos os cerca de 200 pacientes.

O autarca de Houston anunciou um recolher obrigatório na cidade a partir das 22h00 de terça-feira (04h00 desta quarta-feira em Lisboa).

As inundações, com milhares de desabrigados e 20 mortos está comprometendo o núcleo energético do País, com mais de 20 refinarias com as atividades paralisadas desde a última sexta-feira.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL