J&F vende Eldorado por R$ 15 bilhões a Paper Excellence

Judith Bessette
Setembro 4, 2017

O negócio anunciado neste sábado marca o início da operação no Brasil da Paper Excellence.

A J&F é a holding que reúne os negócios dos irmãos Joesley e Wesley Batista, entre eles, o frigorífico JBS. Após o acordo, os chilenos reduziram sua oferta para cerca de R$ 11 bilhões e os irmãos Batista decidiram abrir a disputa para outros interessados.

Uma fonte com conhecimento direto da transação informou que fundos de pensão brasileiros que possuem 19 por cento das ações da Eldorado ainda estão analisando se vendem ou não sua parte. O prazo para finalizar o negócio é de 12 meses.

A Eldorado funciona desde 2010 em Três Lagoas, município de Mato Grosso do Sul, e produz anualmente cerca de 1,7 milhão de toneladas de celulose de eucalipto.

De acordo com fontes próximas à negociação, nesta primeira fase, a Paper Excellence comprou entre 30% e 35% do capital da Eldorado.

"As empresas manifestam sua satisfação pela conclusão das negociações, que atendem aos interesses de ambas as partes", diz a nota.

TV paga: Sky, da AT&T, se acerta com RedeTV!, Record e SBT
De acordo com a lei nacional que regulamenta o serviço de TV paga, as operadoras devem oferecer canais abertos aos assinantes. A Simba já fechou acordo com SKY e em breve a audiência e patrocinadores perdidos devem retornar.

O Grupo Paper Excellence é uma empresa holandesa e iniciou suas atividades em 2007, com a primeira fábrica de celulose no Canadá. Desde então, vem crescendo por meio da aquisição de fábricas.

Atualmente, a companhia é a maior produtora de celulose no Canadá, onde possui cinco fábricas (Howe Sound P&P, Mackenzie, Meadow Lake, Northern Pulp e Skookumchuck). Em agosto, vendeu a fabricante de alimentos Vigor SA para o grupo mexicano Lala por 5,7 bilhões de reais.

Joesley Batista disse que pagou propina para obter a liberação de R$ 940 bilhões do FI-FGTS (Fundo da Caixa Econômica Federal que utiliza recursos do FGTS para investir em projetos de infraestrutura) para construir a fábrica.

A Eldorado é um dos alvos da Operação Greenfield, que investiga irregularidades em quatro dos maiores fundos de pensão do país, todos ligados a estatais. Segundo a Polícia Federal o prejuízo é de R$ 1,7 bilhão.

A Eldorado informou ainda que a operação observará os direitos dos fundos de pensão Petros e Funcef, previstos no acordo de acionistas firmado entre J&F e FIP Florestal, veículo de investimento das fundações na companhia. Esse valor, com as correções, chega a R$ 1,7 bilhão.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL