Mercado revê para cima previsão de expansão do PIB

Judith Bessette
Setembro 5, 2017

A expectativa de alta para o PIB deste ano foi de 0,39% para 0,50% no Relatório de Mercado Focus.

No dia 23 de agosto, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou que o IPCA-15 - considerado uma espécie de prévia da inflação oficial - subiu 0,35% em agosto. Na comparação com o segundo trimestre de 2016, houve alta de 0,3%.

No Focus de hoje, a projeção para a produção industrial deste ano permaneceu indicando avanço de 1,00%. Há um mês, estava em 0,81%.

Embora o PIB também deva crescer mais do que o esperado, a Dívida Líquida do Setor Público (DLSP) - que é o consolidado do endividamento não financeiro do setor público e do BC junto aos bancos (públicos e privados), setor privado não financeiro e o resto do mundo - também deve ser maior em relação ao PIB, segundo os analistas ouvidos: enquanto na semana passada se esperava uma relação de 51,95% para 2017, na pesquisa mais recente, a projeção é de 52,00%.

Bunker da corrupção: PF encontra depósito gigante de dinheiro vivo
O dinheiro, em malas e caixas de papelão, foi levado em carros a um banco, onde será depositado em uma conta judicial. Geddel foi preso em julho acusado de participar de esquema ilegal de liberação de recursos na Caixa.

Divulgação/Google MapsBanco Central reduz projeção de inflação para 3,38%. No caso de 2018, o índice seguiu no terreno positivo em 4,39%, ante 4,50% de um mês atrás. A expectativas das instituições financeiras é que a Selic seja reduzida nesta reunião em 1 ponto percentual para 8,25% ao ano.

Já a mediana das previsões do Focus para o IPC-Fipe de 2017 passou de 3,00% para 2,99%. O levantamento indicou ainda que a mediana das projeções dos economistas para a Selic no fim de 2018 permaneceu em 7,50% ao ano, igual ao verificado um mês atrás. No primeiro semestre de 2017, ante os primeiros seis meses do ano passado, o PIB apresentou estabilidade.

A expectativa do mercado financeiro para a Selic ao final de 2017 foi mantida em 7,25% ao ano, de acordo com o Focus. A margem de tolerância para estes anos é de 1,5 ponto porcentual (inflação entre 3,0% e 6,0%). Há um mês, estava em R$ 3,25.

Para o próximo ano, os economistas do mercado mantiveram a projeção de superávit comercial de US$ 48,00 bilhões. Quatro levantamentos antes, estava em -0,63%. No caso de setembro, a previsão de inflação do Focus foi de 0,31% para 0,29%, ante 0,33% de quatro semanas atrás.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL