Petrobras anuncia 4º reajuste de combustível consecutivo

Judith Bessette
Setembro 5, 2017

O preço não é repassado imediatamente para as bombas.

O novo reajuste não foi uma surpresa para o mercado financeiro, que já previa o aumento por conta das promessas da Petrobras de não praticar preços abaixo da paridade internacional.

Após dois meses em vigor da nova política de reajuste do preço dos combustíveis, a Petrobras avaliou como positiva a mudança implantada em 3 de julho, com aumentos ou reduções quase diários da gasolina e do óleo diesel.

Em reunião na semana passada, o Grupo Executivo de Mercado e Preços (Gemp) da Petrobras disse que "os ajustes promovidos têm sido suficientes para garantir a aderência dos preços praticados pela companhia às volatilidades dos mercados de derivados e ao câmbio".

No diesel, o reajuste anunciado foi marginal, de 0,1%.

Brasil pronto para encarar Equador
Nosso objetivo é chegar bem no Mundial, levar a Seleção ao local mais alto possível - frisou o lateral Marcelo . Mais do que isso, os equatorianos não esconderam que acham o empate um bom resultado e fizeram bastante cera.

O preço do diesel subirá 0,1%, informou a estatal. As distribuidoras, por sua vez, compram das refinarias e arcam com outros custos como fretes, custos do etanol anidro, que é misturado à gasolina, e os custos do biodiesel, que são adicionados à mistura do diesel. No período de um mês, os preços do combustível subiram 2,69% nos postos paulistas.

Assim que essa nova política de preços foi implementada, a Petrobras chegou a baixar os preços nas refinarias por várias semanas seguidas - o que deu até uma certa esperança aos consumidores, especialmente depois da alta nos impostos sobre os combustíveis. "Deste modo, é importante reforçar que altas e baixas dependem inicialmente do repasse das companhias de distribuição".

Segundo a estatal, "na ultima semana, em face dos impactos do furacão Harvey na operação das refinarias, oleodutos, e terminais de petróleo e derivados no Golfo do México, os mercados de derivados sofreram variações intensas de preços".

Os impactos da tempestade nos EUA, no entanto, começam a ser dissipados nesta semana, com refinarias retomando lentamente suas atividades. Os preços de referência da gasolina nos Estados Unidos caíam cerca de 4% nesta segunda-feira para os níveis mais baixos desde 25 de agosto, quando o Harvey atingiu o continente.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL