Janot pensou em fazer 'grand finale', diz Gilmar Mendes em Paris

Patrice Gainsbourg
Setembro 6, 2017

Em Paris, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Gilmar Mendes, criticou a atuação do procurador-geral da República Rodrigo Janot, à frente do Ministério Público Federal, e na condução das delações premiadas dos irmãos Batista. "O procurador da delação Joesley, do contrato com criminosos e desta fita", destacou Gilmar.

"Todos sabiam do envolvimento do Marcello Miller nesse episódio, só o doutor Janot que o escamoteava, que o escondia", afirmou Mendes, ao dizer que as supostas manobras do ex-procurador eram um "segredo de carochinha" em Brasília. Na saída da reunião, o ministro disse não querer fazer uma apreciação jurídica da denúncia feita contra membros da cúpula do PT, entre eles Lula e Dilma, mas não se furtou a fazer o que chamou de "uma análise política". Mendes acusou o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, de tentar abafar o fato. "Imagino que o procurador-geral pensou em fazer um grand finale, oferecendo várias denúncias, inclusive a última contra o presidente da República", disparou Gilmar.

Para Gilmar Mendes, as indicações de Dilma Rousseff à candidatura à Presidência e a de Janot para o cargo que ainda ocupa são os "dois legados" do "lulo-petismo".

Primeira imagem de Rami Malek como Freddy Mercury — Queen
Na fotografia, podemos ver o actor a recrear a performance de Mercury no concerto Live Aid em 1985. Para já ainda não há quaisquer previsões para quando será a estreia do filme.

Irônico, o magistrado completou: "Acho que ele conseguiu coroar dignamente o encerramento de sua gestão com esse episódio Joesley".

Reportagem da Folha de S.Paulo publicada nesta segunda mostrou que, entre 87 ministros dos cinco principais tribunais superiores em Brasília, 76% não informaram se receberam ou não pagamentos por palestras de empresas e órgãos públicos nos últimos quatro anos (2014-2017). O ministro fica em Paris até a próxima quarta-feira, onde também encontra autoridades responsáveis pelas eleições na França.

Antes de chegar à capital francesa, ele passou por Bucareste, na Romênia, onde participou de uma conferência internacional sobre o tema.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL