Viagem do Papa Francisco à Colômbia terá transmissão de TV no Brasil

Patrice Gainsbourg
Setembro 6, 2017

O Papa Francisco já vai a caminho da Colômbia para uma visita de três dias onde pretende apelar ao país que faça uma "verdadeira reconciliação" na sequência dos acordos de paz entre o Governo e a guerrilha das FARC. Oficialmente, Francisco não teve qualquer interferência no diálogo que culminou no acordo de paz assinado em setembro de 2016, mas ambas as partes reconheceram a sua autoridade moral e papel-chave no processo.

Francisco agradece ao Presidente Juan Manuel Santos e à Conferência Episcopal o convite para visitar a Colômbia e deixa uma palavra especial aos fiéis: "Também agradeço a cada um de vós, por me acolherem na vossa terra e nos vossos corações". "Irei como peregrino de esperança e paz", anunciou o pontífice a dois dias de empreender uma visita histórica de quatro dias à Colômbia para impulsionar a reconciliação.

O departamento de Meta marca o início das planícies orientais colombianas (que se estendem até à fronteira venezuelana) e o Papa aproveitará a sua presença em Villavicencio para apelar à paz e ao diálogo naquele país. E que "a paz é o que a Colômbia procura desde há muito tempo e trabalha para conseguir". Uma paz estável, duradoura, para nos vermos e tratarmo-nos como irmãos, nunca como inimigos. "Também nos empurra a ser os primeiros a amar, para criar pontes, para criar fraternidade", disse. Logo à chegada, Francisco poderá saudar desde logo o recente acordo de cessar-fogo com o Exército de Libertação Nacional (ELN), outro dos grupos de guerrilha ativos desde há cinco décadas no país. Um acordo revisto seria depois apenas passado pelo Parlamento e atualmente as FARC já não são uma guerrilha, mas um partido político - Força Alternativa Revolucionária do Comum.

Dave Grohl has urged for mental health to be taken more seriously
Bennington, who performed "Hallelujah" at his funeral , also penned an open letter to his friend. Chris Cornell hanged himself in a Detroit hotel room on May 18.

A visita do Papa ao terceiro país mais populoso da América Latina (48 milhões de habitantes, pelo menos 70% dos quais católicos) surge, finalmente, depois de várias notícias nesse sentido, sempre desmentidas pelo Vaticano.

Francisco dormirá todas as noites na sede da nunciatura apostólica de Bogotá. Após uma última missa na zona portuária, Francisco volta a Roma, onde chegará na segunda-feira.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL