Burning Man voltou ao deserto, este ano marcado por uma morte

Rebecca Barbier
Setembro 7, 2017

Um homem de 41 anos morreu este domingo no festival norte-americano Burning Man, após ter-se atirado para as chamas durante uma das cerimónias.

Resgatado por uma equipa de bombeiros, foi depois transportado para o hospital, onde não sobreviveu aos ferimentos.

O caso está sendo investigado pela polícia do condado de Pershing, em Nevada.

"Não sabemos se foi intencional da sua parte ou se foi apenas induzido pelas drogas".

Morre forcado colhido por um touro
No pós-operatório, ainda foram registadas algumas melhorias, mas Pedro Primo não resistiu a estas graves lesões e acabou por falecer.

Foi rodeada de amigos, mas sobretudo do namorado, Oliver Ripley, que a manequim portuense Sara Sampaio passou uns momentos de lazer no festival Burning Man. Sara Sampaio aproveitou a ocasião para dedicar umas palavras de amor ao seu companheiro nas redes sociais.

O festival alternativo, que este ano teve como tema 'Da Vinci', durou nove dias e terminou na segunda-feira, dia 5, no Deserto Black Rock, no Nevada, Estados Unidos da América, mas ainda são várias as figuras públicas a publicar imagens do certame.

A escultura possui cerca de 12 metros de altura, que simboliza o renascimento.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL