Santos vence e Corinthians completa três derrotas seguidas

Patrice Gainsbourg
Setembro 11, 2017

Empolgado com a vitória do Santos sobre o Corinthians por 2 a 0, neste domingo, no estádio da Vila Belmiro, em Santos, pelo Campeonato Brasileiro, o técnico Levir Culpi afirmou que o time tem condições de vencer a Copa Libertadores. O corintiano, que acabou de retornar da seleção brasileira, brilhou no primeiro tempo, enquanto o santista devolveu as belas intervenções na segunda etapa. Ricardo Oliveira marcou em contragolpe. A postura mais ousada do técnico Levir Culpi culminou com a criação de duas boas oportunidades logo nos minutos iniciais, a primeira com Renato, em um chute de fora da área. Ainda no primeiro tempo, um show de cartões amarelos e jogadas bruscas dos dois lados.

O Santos foi melhor no primeiro tempo e teve diversas chances de abrir o placar.

No finzinho, novamente Lucas Lima apareceu para fazer bonito. Só que o Santos vem na 3ª posição e apesar de ter 38 pontos, 12 a menos que o Corinthians, continua lutando para subir na tabela. Ricardo Oliveira teve chance após cobrança de escanteio, mas parou em defesa de Cássio.

Aos 12 minutos, Bruno Henrique disparou pela direita com muita velocidade, tirou fácil de Fagner, que ficou na saudade, e cruzou na direção de Ricardo Oliveira. Aos seis minutos, Bruno Henrique puxou contra-ataque pela esquerda, deixou Pablo no chão e tocou para trás buscando Lucas Lima, mas Gabriel conseguiu cortar.

Palmeiras encara o Atlético-MG e joga para provar que evoluiu
Mesmo conseguindo manter Mina por aproximadamente mais dez meses, o Palmeiras já contratou zagueiros para repor a perda. O goleiro atleticano Victor também pegou pênalti no confronto —em cobrança de Deyverson , no início do segundo tempo.

O Santos ainda fez mais um com Ricardo Oliveira aos 15 minutos. De novo. Nos acréscimos, de novo Bruno Henrique arrancou pela esquerda e tocou para Ricardo Oliveira, que deu números finais ao confronto.

Agora, as duas equipes esquecem o Brasileiro para se concentrarem nas competições continentais. O goleiro corintiano ainda defendeu nova finalização do camisa 9 do Santos depois de passe de Bruno Henrique.

O final reservou o desfecho perfeito aos santista, o gol de Ricardo Oliveira, em contra-ataque fulminante nos minutos finais do confronto.

Corinthians: Cássio, Fagner, Balbuena, Pablo e Marciel (Giovanni Augusto); Gabriel (Camacho), Maycon, Rodriguinho, Jadson e Ángel Romero (Clayson); Jô.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL