Fenómeno continua a fazer estragos apesar de menor intensidade — Furacão Irma

Oceane Deschanel
Setembro 13, 2017

Perdeu a designação de furacão e foi classificado como tempestade tropical, até se transformar numa depressão tropical.

Antes de chegar aos Estados Unidos, o furacão já havia deixado 28 mortos no Caribe, onde passou, entre outros países, por Cuba, Haiti e República Dominicana - lugares que agora esperam os rumos do furacão Jose. Por um lado, a exuberante vegetação tropical pôde ter sido arrancada pelos ventos fortes-o furacão alcançou a categoria máxima de 5, com ventos de até 280 km/h. O total corresponde a um terço dos habitantes da Flórida.

"A notícia ruim é que este é um grande monstro, mas penso que estamos muito bem coordenados", disse a repórteres no domingo, ao sair de reuniões com membros do seu gabinete no refúgio de Camp David, Maryland.

Fenómeno continua a fazer estragos apesar de menor intensidade — Furacão Irma

O governo da Georgia, da Carolina do Sul e do Alabama mantiveram o estado de alerta, determinando que a população não saísse de casa devido à intensidade dos ventos e das chuvas.

O congresso americano aprovou um pacote 7,4 bilhões de dólares em ajuda de emergência em decorrência do Harvey, e 450 milhões adicionais para financiar as perdas a pequenos negócios da região de Houston, a cidade mais atingida pelas enchentes e pela chuva.

O presidente executivo da companhia de eletricidade da Florida, Eric Silagy, afirmou que o Irma causou o maior estrago da história da empresa, e relatou que quase 20 mil trabalhadores estão envolvidos nos trabalhos para restabelecer a energia, um trabalho que pode prolongar-se por semanas.

IBGE: culturas de inverno apresentam revisão de produção para baixo em 2017
No Nordeste foram registradas outras quedas no Rio Grande do Norte, com 7,8% e na Paraíba, com produção prevista 48,6% menor. Contudo, esta queda foi amenizada pela expectativa de aumento no rendimento médio em 0,5%, que deve totalizar 5.555 kg/ha.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL