Laércio, ex-BBB, é sentenciado a 12 anos por estupro de vulnerável

Rebecca Barbier
Setembro 13, 2017

Laércio causou polêmica durante o programa ao revelar que costumava se envolver com mulheres mais novas.

O ex-BBB Laércio de Moura foi condenado a 12 anos de prisão pelos crimes de estupro de vulnerável e armazenamento de materiais pornográficos envolvendo crianças ou adolescentes. Em briga com a participante Ana Paula, ele foi até chamado de pedófilo.

A decisão, tomada no fim de agosto e divulgada hoje (12) pelo Ministério Público do Paraná, é referente ao crime ocorrido em 2012.

Laércio, entretanto, já está preso desde maio de 2016, quando se iniciaram as acusações sobre a entrega de bebidas alcoólicas para menores de idade, em especial a uma adolescente de 13 anos; e a acusação de estupro da mesma. Ele era investigado desde fevereiro do mesmo ano, quando a Promotoria de Justiça recebeu um pedido de providências a respeito da conduta do ex-BBB dentro do confinamento.

Okami HD é oficialmente anunciado para PS4, Xbox One e PC
Para isso, foram captadas diversas imagens dos jogadores e as suas maneiras de correr, driblar etc. Então, nada mais justo do que a AT Games contar tudo o que você vai encontrar na demonstração.

Laércio foi preso em seu apartamento na capital paranaense em maio de 2016, durante uma ação do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria).

A garota de 17 anos, cuja identidade não foi revelada, teria se relacionado com o tatuador quando tinha 13 anos de idade. Atualmente, com 17, ela confirmou o envolvimento de três anos com Laércio.

Em entrevista ao portal Uol, o advogado de Laércio, Ronaldo Manoel Santiago, havia dito que o ex-participante do "BBB" estava tranquilo: "Ele tem certeza da inocência dele, só está chateado por permanecer preso". A família da vítima não sabia de informação nenhuma sobre o relacionamento e acabou descobrindo apenas quando a polícia procurou informações na residência da adolescente.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL