Imigrantes europeus e emigrantes britânicos unem forças ante Brexit

Patrice Gainsbourg
Setembro 14, 2017

E permitirá também a transposição de todas as leis europeias para a lei britânica, para assegurar que não há vazios legais no dia em que se concretizar a saída britânica da União Europeia ("Brexit").

Griveaux exprimiu a sua satisfação com o anúncio feito na segunda-feira pela seguradora norte-americana Chubb, que escolheu Paris para a sua nova sede europeia, e lembrou que já foram anunciadas as transferências para a capital francesa de parte da atividade do banco britânico HSBC e de bancos franceses que estavam implantados no Reino Unido.

Apesar das promessas do governo liderado por Theresa May de garantir os direitos dos moradores, milhares de pessoas têm sido obrigadas a sair do país. Bater-nos-emos para que o Reino Unido respeite todos os compromissos económicos assumidos.

Um dos métodos que os ministros estão usando para deportar os cidadãos europeus que já vivem legalmente no Reino Unido é um novo regulamento estabelecido por May em maio de 2016, que diz que cidadãos europeus dormindo nas ruas estão usando de forma equivocada seus direitos, por isso, devem ser deportados.

Londres oferece aos cidadãos europeus que já estão no país mantenham os mesmos direitos que possuem agora.

Justiça Federal remete ao STF investigação do ex-ministro Geddel Vieira Lima
Os trabalhos estão sendo conduzidos por Lázaro Botelho (PP-TO). Ou seja: ele só poder ser investigado pela corte máxima.

Segundo o jornal The Independent, alguns membros da União Europeia têm optado por sair do país, alegando "que já não se sentem bem-vindos".

De acordo com a Reuters, Tony Blair considera que os migrantes deveriam ser proibidos de alugar uma casa, abrir uma conta bancária ou de reclamar benefícios sociais.

Legisladores britânicos votaram um importante projeto sobre o Brexit - saída do Reino Unido da União Europeia (UE) -, no primeiro grande obstáculo para o divórcio no Parlamento.

Entretanto, vários grupos de ativistas pediram uma revisão judicial contra a política de deportação. Ele disse que Merkel seria provavelmente a melhor chanceler para o Brexit, pois ela teria se mostrado disposta a aceitar um acordo comercial entre Reino Unido e UE.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL