Trump condena ataque em Londres e pede ações mais 'proativas' das autoridades

Patrice Gainsbourg
Setembro 15, 2017

O presidente dos Estados Unidos teceu comentários sobre o atentado terrorista no metro de Londres no Twitter, em mensagens que estão a ser interpretadas como críticas a Londres.

Perguntada sobre o tuíte em que Trump disse que aqueles responsáveis pelo ataque, que feriu 22 pessoas, estavam "na mira da Scotland Yard", May disse: "Eu nunca acho que é útil que qualquer um especule sobre uma investigação em andamento".

"Outro ataque em Londres cometido por um terrorista falhado". "São pessoas doentes e dementes que estavam na mira da Scotland Yard. Temos que ser proativos!", disse.

Em seguida, ele fez uma advertência sem apresentar detalhes: "Os terroristas fracassados devem ser tratados de uma maneira mais forte".

Animal misterioso deu à costa após passagem de furacão Harvey
A passagem do furacão Harvey pelos Estados Unidos no fim de agosto fez surgir um animal misterioso em uma praia do Texas. Foi, aliás, esse o motivo que levou Preeti Desai àquela praia, ajudar nos trabalhos de limpeza após a tempestade.

Nick Timothy, antigo responsável do gabinete da primeira-ministra Theresa May reagiu de imediato aos tweets divulgados hoje por Trump. Na altura, o governo de Theresa May deixou de partilhar informações confidenciais com o aliado temporariamente.

Donald Trump aproveitou o incidente que é tratado como terrorista pelas autoridades britânicas para pedir restrições na política migratória do seu país.

"A proibição de viagens aos Estados Unidos deveria ser mais ampla, dura e mais específica, mas estupidamente isso não seria politicamente correto", escreveu. "É necessário sermos proactivos e agressivos!".

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL