Coreia do Norte quer 'afundar' Japão e reduzir EUA a 'cinzas'

Patrice Gainsbourg
Setembro 16, 2017

O míssil percorreu uma distância de 3.700 quilômetros e sobrevoou o norte do Japão, antes de cair no oceano, a quase 2.000 km ao leste da costa da ilha nipônica de Hokkaido.

As autoridades japonesas foram obrigadas a acionar o sistema de emergência J-Alert em várias regiões do norte do arquipélago. A reunião acontece dias depois de as sanções à Coreia do Norte terem sido agravadas, depois de um teste nuclear a 3 de Setembro.

Pyongyang prometeu na quarta-feira acelerar seus programas militares em resposta às sanções "maléficas" das Nações Unidas.

A presidência sul-coreana convocou, de imediato, uma reunião do Conselho Nacional de Segurança devido ao lançamento.

"Não podemos adivinhar as intenções da Coreia do Norte, mas, levando em consideração as declarações anteriores, penso que (o regime norte-coreano) tinha Guam em mente", declarou o ministro.

Blizzard: De 22 a 25 de setembro Overwatch estará disponível de graça!
A Blizzard anunciou o Fim de Semana Grátis de Overwatch que vai acontecer do dia 22 ao dia 25 de setembro. Usuários de PC, PlayStation 4 ou Xbox One poderão participar do evento e jogar o título gratuitamente.

"Espero que a China possa decidir sozinha sobre recorrer ao poderoso trunfo do abastecimento de petróleo para convencer a Coreia do Norte de repensar sua disposição ao diálogo e a futuras negociações", acrescentou Tillerson. Analistas do Instituto Internacional para Estudos Estratégicos (IISS) sugerem que a Coreia do Norte tenha adquirido motores movidos a líquidos propelentes de alta performance, em mercado clandestino na Rússia e Ucrânia.

A China se opõe ao desenvolvimento de armas nucleares da Coreia do Norte, mas teme que uma maior pressão econômica leve o vizinho ao colapso. "Esse seria o fim de seu governo e milhares de pessoas morreriam".

O chefe da diplomacia norte-americana convidou os dois países, membros permanentes do Conselho de Segurança, a mostrarem a sua "intolerância face a estes lançamentos imprudentes de mísseis".

Em aplicação de sanções vigentes da ONU, o bloco europeu anunciou que impôs "uma proibição total de todas as exportações de carvão, ferro, minério de ferro, produtos pesqueiros, chumbo e minério de chumbo", ou seja, contra "as principais exportações" norte-coreanas.

A Coreia do Norte lançou mais um míssil na noite desta quinta-feira (14), segundo agências de notícias do Japão e da Coreia do Sul.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL