Boavista vence Benfica ao beneficiar de falha de Bruno Varela — Crónica

Vincent De Villiers
Setembro 17, 2017

A grande novidade para o jogo desta tarde no Bessa é a inclusão do jovem central encarnado Rúben Dias na equipa titular do Benfica, que não tem no banco um defesa de raiz. Lisandro e Eliseu, que estavam convocados, ficaram de fora da ficha de jogo organizada por Rui Vitória.

A pressão boavisteira manteve-se durante alguns minutos, à custa de muita entrega, mas sem a clarividência necessária para levar perigo à baliza de Bruno Varela.

O único golo da primeira parte foi apontado por Jonas aos sete minutos.

Morre Marcelo Rezende e última imagem vivo emociona fãs
Descontração e alegria que contagiaram milhões de brasileiros e marcaram uma nova alternativa de informar os telespectadores. News e do Cidade Alerta (na Record), programa que ele assumiu até a licença médica por conta do tratamento contra o câncer .

A vitória permite ao Boavista subir ao 10.º lugar com seis pontos, enquanto o Benfica é agora quarto com 13, depois de ter sido hoje ultrapassado pelo Marítimo, que recebeu e venceu o Desportivo das Aves por 2-1.

O golo do Boavista, com apenas dez minutos disputados da segunda parte, não era ainda um anúncio formal do início da queda benfiquista. Num lançamento lateral de Edu Machado, e depois de alguma confusão na área, Jonas não conseguiu aliviar e a bola sobrou para Renato Santos, que rematou cruzado e colocado, fora do alcance de Varela. Jonas abriu o marcador para o Benfica logo aos 7 minutos, mas os golos de Renato Santos e Fábio Espinho no segundo tempo garantiram a vitória ao Boavista, que estreou Jorge Simão como novo treinador. O sentimento de receio transformar-se-ia, porém, numa espécie de ataque de pânico quando Fábio Espinho tentou a sorte num livre directo transformado no maior pesadelo de Bruno Varela: o guarda-redes tentou defender com os punhos, mas a bola ressaltou e acabou no fundo das redes.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL