SAD encarnada apresenta lucro recorde de 44,5 milhões de euros — Benfica

Judith Bessette
Setembro 19, 2017

É também a quarta vez consecutiva que a SAD apresenta um resultado líquido positivo.

O Benfica anunciou um resultado líquido de 44,5 milhões de euros, no exercício 2016/17, numa apresentação que decorreu no Estádio da Luz.

O Benfica obteve receitas de 123 milhões de euros com a venda de jogadores no último exercício, destacando-se as transferências de Ederson (40 milhões de euros), Victor Lindelöf (30,5 milhões de euros), Gonçalo Guedes e Hélder Costa.

Os rendimentos operacionais aumentaram de 211 para 253 milhões de euros (+19,7%), sendo que sem ter em conta os ganhos com a transacção de jogadores também se registou um aumento, embora bem mais modesto: +1,7% para 128,2 milhões de euros. A SAD encarnada assinala que o activo subiu 6,2% para 506,1 milhões de euros, superando pela primeira vez a barreira dos 500 milhões de euros, "facto inédito no panorama do futebol português". Já o passivo baixou em 17,2 milhões, passando dos 455,5 milhões para os 438,3 milhões.

Corinthians vence com gol de mão e fica mais perto do título
No entanto, no momento em que o treinador do time paulista trocou Jadson por Marquinhos Gabriel, a história da partida mudou. Marquinhos Gabriel cruzou e Jô completou para o gol em cima da linha em um gol polêmico, que teria sido feito com o braço.

No comunicado enviado à CMVM, o Benfica refere que "o aumento relevante da rubrica de clientes no ativo, que está relacionado com as transações de atletas realizadas no final do exercício 2016/2017, permitirá a continuação da redução do passivo ao longo do exercício 2017/2018, uma vez concretizada a respetiva cobrança".

O relatório e contas revela ainda que o ativo aumentou e passivo reduziu. Esta redução foi, contudo, compensada por empréstimos obrigacionistas que totalizaram os 59,3 milhões de euros.

O Benfica apresenta ainda custos operacionais de 168 milhões, sendo que 74,7 milhões correspondem a salários.

Com o activo a crescer e o passivo a diminuir, os capitais próprios melhoraram para 67,7 milhões de euros, mais do que triplicando o registado em Junho de 2016 (20,9 milhões de euros). Isto significa que, de um exercício para o outro, o Benfica mais do que duplicou os seus lucros, levando agora quatro anos seguidos com resultados líquidos positivos.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL