Flamengo goleia e está nas quartas de final da Copa Sul-Americana

Eloi Lecerf
Setembro 21, 2017

As 21 minutos do primeiro tempo mais uma vez gol de volante, entretanto, dessa vez quem marcou foi William Arão.

O time de Reinaldo Rueda voltou com menos ímpeto, mas tentando manter o controle do jogo e ditar o ritmo do duelo.

FLAMENGO: Diego Alves, Pará, Réver, Juan e Miguel Trauco; Gustavo Cuéllar, Willian Arão, Diego (Vinícius Júnior) e Éverton Ribeiro; Orlando Berrío (Gabriel) e Paolo Guerrero (Lucas Paquetá). O rubro-negro carioca foi um time aguerrido e disputando todas as bolas com seriedade, sem dar oportunidade para o adversário.O time todo foi muito bem no jogo, entretanto, ressaltamos alguns nomes que se destacaram mais na partida na Ilha do Urubu.

No outro jogo da Sul-Americana, nesta quarta, o Sport se classificou mesmo perdendo por 1 a 0 para a Ponte Preta.

Com placar favorável, o Flamengo tocava bola no meio. Os jogadores da Chapecoense se irritaram com a arbitragem, por conta do posicionamento do atacante peruano. Mas o árbitro Michael Espinoza viu toque de cabeça de Douglas Grolli, o que deixou Guerrero, que estava adiantado, em posição legal, e manteve o gol. A polêmica foi aumentada porque o auxiliar levantou a bandeira indicando impedimento, mas o árbitro chamou para si a responsabilidade.

Minutos depois, Jandrei saiu da área para evitar a finalização e Berrio. Porém, os cariocas seriam precisos e aumentariam a vantagem três minutos mais tarde. Guerrero recebeu passe na área, cruzou para o meio, Arão tocou para ampliar: 2 a 0. Aos 44 minutos, Penilla recebeu de Arthur Caíke, e finalizou em cima de Diego Alves, que fez boa defesa, no rebote, a bola acabou batendo na mão de Wellington Paulista e a jogada acabou sendo parada. Ainda teve outras chances, mas a bola teimou em não entrar.

Polícia espanhola prende autoridades do governo da Catalunha
Na sequência da operação policial, o secretário-geral do Departamento de Economia catalão, Josep Maria Jové Lladó foi detido. As prisões ocorrem um dia depois da Guarda Civil confiscar documentos do referendo na cidade de Terrassa.

O Flamengo assustaria novamente aos 35min, com Guerrero dominando no peito após cobrança de falta de Éverton Rbeiro e concluindo sobre o alvo.

Na volta do intervalo, depois de conclusões para fora de Guerrero e Penilla, o time da casa acabaria com qualquer esperança do adversário aos 17min.

A equipe catarinense era bem mais presente no campo de ataque e passava arriscar mais.

O Flamengo confirmou a sua classificação para as quartas de final da Copa Sul-Americana com uma vitória convincente sobre a Chapecoense.

O terceiro gol acabou desmotivando a Chapecoense que parou de pressionar o Flamengo. E para fechar a goleada, aos 44 minutos, Lucas Paquetá fechou o placar e garantiu o rubro negro nas quartas de final da Copa Sul-Americana.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL