Polícia prende as pessoas responsáveis pela pirâmide financeira — Kriptacoin

Judith Bessette
Setembro 22, 2017

A operação foi batizada como 'Patrik' e o alvo principal era a Kriptcoin, que tentou se passar por uma moeda virtual.

Uma mansão no Setor Jaó, em Goiânia, foi alvo da operação.

A Kriptacoin pode ter movimentado mais de R$ 250 milhões, causando prejuízo a mais de 40 mil pessoas.

A megaoperação "Patrick" relata que a Kriptacoin iniciou as suas operações no final de 2016 e se consolidou em janeiro de 2017.

EUA têm muitas opções militares para crise com Coreia do Norte
O exercício pretende também calar as dúvidas, que se têm levantado, sobre as capacidades reais dos aliados para a interceção de um míssil norte-coreano.

A quadrilha ainda prometia um bônus de 10% sobre o valor da "kriptacoin" para quem trouxesse mais investidores para o esquema.

Carros de luxo apreendidos.

Uma pessoa perdeu mais de R$ 200 mil e a polícia acredita que muitas vítimas irão aparecer a partir de agora. Quando tentou fazer o resgate do seu rendimento, porém, os suspeitos por trás do golpe a impediram e até ameaçaram.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL