Equipe de Raquel Dodge tem 1ª baixa após reportagem de jornal

Patrice Gainsbourg
Setembro 23, 2017

A conversa de um procurador, testemunhada e divulgada por uma repórter, fez com que ele pedisse afastamento do cargo na equipe da procuradora-geral, Raquel Dodge. Esta é primeira baixa da equipe de procuradores montada pelo nova procuradora-geral da República, Raquel Dodge, que assumiu o cargo há menos de uma semana.

Após a revelação do teor da conversa, em que Sidney afirma que a tendência da PGR seria abrir investigação contra o procurador Eduardo Pelella, da equipe de Janot, ele pediu exoneração do cargo.

A interlocutora de Madruga, de acordo com a Folha de S.Paulo, era Fernanda Tórtima.

Gilmar Mendes vai analisar habeas corpus de Joesley Batista
O ministro já havia se posicionado contrário ao acordo de colaboração premiada firmado pelos irmãos Batista com a Procuradoria Geral da República (PGR).

Em oficio encaminhado à PGR, o procurador Eduardo Pellela diz que tomou conhecimento da reportagem nesta sexta-feira (22) de manhã e informa que, a exemplo do que ocorreu durante todo o período de transição, está à disposição para qualquer esclarecimento que se entenda necessário. No diálogo, Joesley falou em utilizar o procurador da República Marcelo Miller para acelerar um acordo de colaboração premiada com o Ministério Público.

A advogada Fernanda Tórtima não quis se manifestar.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL