Filhos e enteados de Romero Jucá são alvo de operação da PF

Patrice Gainsbourg
Setembro 28, 2017

A Polícia Federal deflagra uma operação na manhã desta quinta-feira (28), na casa de Romero Jucá, líder do governo no Senado, em Boa Vista (RR), para cumprir mandados de busca e apreensão e condução coercitiva contra os filhos e enteados do político. Agentes fazem recolhem documentos em uma casa da área nobre de Boa Vista.

Em comunicado, a Polícia Federal informou, sem citar os nomes dos investigados, que na operação, batizada de Anel de Giges, estão sendo cumpridos 17 mandados judiciais, sendo nove mandados de busca e apreensão e oito mandados de condução coercitiva em Boa Vista, Brasília e Belo Horizonte.

A Polícia Federal afirma que são investigadas as transações decorrentes da venda da Fazenda Recreio à Caixa, para construção do Vila Jardim, e também a fiscalização e aprovação do empreendimento na Caixa. O Valor apurou que filhos e enteados do senador estão entre os alvos da operação.

Cuiabá: Secretário de Justiça e Direitos Humanos e mais 8 são presos
O nome da operação é uma referência ao personagem Esdras ("Aquele que ajuda, Ajudador, Auxiliador"), da tradição judaico-cristã. Evandro Lesco já havia sido detido em junho passado, por meio do Inquérito Policial Militar (IPM) que investiga o caso.

Romero Jucá é investigado pela 'Operação Lava Jato', porém, as diligências desta quinta não têm relação direta com o parlamentar de Roraima. Isso é uma ação da Justiça de Roraima, de uma juíza que está acionada no Conselho Nacional de Justiça, portanto, é uma retaliação.

Segundo a assessoria da PF, os investigadores conduziram coercitivamente os suspeitos para prestarem esclarecimentos sobre as suspeitas de crimes de peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa envolvendo a Fazenda Recreio. "Portanto, é uma retaliação", disse ao chegar para uma reunião na presidência do Senado.

Anel de Giges, nome da operação, segundo a PF, é uma referência à citação em um dos livros da obra A República, de Platão, que aborda o tema justiça.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL