Morre Hugh Hefner, fundador da Playboy, aos 91 anos

Patrice Gainsbourg
Setembro 28, 2017

De acordo com um comunicado divulgado pela revista, Hefner morreu de causas naturais, rodeado pela família. O anúncio foi feito na conta oficial da magazine, na madrugada desta quinta-feira, com uma postagem enaltecedora ao empreendedor: "Ídolo americano e fundador da Playboy, Hugh M. Hefner morreu hoje".

Nascido a 9 de abril de 1926 em Chicago, Illinois, teve uma educação conservadora. Na época, Hefner havia se demitido da revista "Esquire" após ter um aumento negado e pediu empréstimos para abrir seu próprio negócio.

Empresas de tecnologia dominam como as mais valiosas de 2017
As cem marcas mais valiosas do mundo totalizaram US$ 1,871 trilhão, crescimento de 4,2% quando comparado com 2016. As cinco marcas que mais cresceram são Facebook (48%), Amazon (29%), Adobe (19%), Adidas (17%) e Starbucks (16%).

Hefner criou a publicação há cerca de 60 anos. O empresário, que revolucionou a cultura e os símbolos sexuais, tinha 91 anos e estava na casa em que vivia, na Playboy Mansion West, em Los Angeles (EUA). "Decidi há muito tempo que a idade realmente não importa desde que as mulheres achem o mesmo". O casamento foi celebrado na Mansão Playboy. Ele deixa quatro filhos, Christie e David, do primeiro casamento, e Marston e Cooper, do segundo.

"O meu pai viveu uma vida excecional e impactante como pioneiro a nível dos media e a nível cultural, sendo uma voz de liderança por trás de alguns dos movimentos sociais e culturais do nosso tempo, na defesa da liberdade de expressão, dos direitos civis e da liberdade sexual", realçou Cooper Hefner, diretor criativo da Playboy Enterprises e filho do magnata.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL