Federação recorre de liminar de juiz do TST e greve continua

Oceane Deschanel
Setembro 30, 2017

Na quinta-feira, liminar expedida pelo TST (Tribunal Superior do Trabalho) determinou o fim da greve, por considerá-la abusiva, uma vez que a categoria paralisou em 22 Estados e no Distrito Federal antes do fim das negociações. Em seu despacho, o ministro declarou que "houve adesão à greve com a negociação ainda não encerrada, o que implica na abusividade".

Segundo o magistrado, neste caso, "cabe ao empregador adotar as providências que entender pertinentes, conforme sua conveniência, partindo da premissa de que para tais trabalhadores não há greve, mas simplesmente ausência ao trabalho, desvinculada de qualquer movimento paredista".

Em nota, os Correios informaram que, na quinta-feira (28), o Tribunal Superior do Trabalho considerou, em decisão liminar, que a greve dos trabalhadores dos Correios é abusiva.

O argumento usado pelo ministro para a caracterização foi de que a paralisação foi iniciada enquanto um processo de negociação coletiva estava em andamento.

Para Elaine, abusivas são as políticas de destruição de direitos trabalhistas, de ataque ao Plano de Saúde da categoria, de fechamento de agências em localidades como Quebra-Côco.

TST considera greve de funcionários dos Correios abusiva

As entidades ressaltam, em nota, que não viram na decisão ordem para que os funcionários voltem ao trabalhem, nem a estipulação de multas para a federação ou os sindicatos.

De outro lado, os Correios informaram que, neste final de semana, serão realizados novos mutirões para colocar em dia a carga de objetos postais.

De acordo com a presidente do SINTECT-MS (Sindicato dos Trabalhadores nos Correios de MS), Elaine Regina de Souza, a unificação da greve em nível nacional não era esperada pela empresa que está apelando para o "terrorismo" a fim de intimidar os trabalhadores. O número corresponde a 84,1% do total de empregados, número igual ao estimando ontem (28). Apenas os serviços com hora marcada (Sedex 10, Sedex 12, Sedex Hoje, Disque Coleta e Logística Reversa Domiciliária) estão suspensos.

De acordo com ele, os trabalhadores de Santa Catarina agora aguardam nova reunião do comando de greve, que deverá acontecer na segunda-feira (2) em Brasília, para decidir os encaminhamentos locais.

Menina foi estuprada entes de ser morta — Caso Tábata
As imagens levaram a polícia a Eduardo, que tem um carro idêntico ao que a menina entrou antes de ir para a escola. Após a notícia da prisão de Eduardo Leonildo da Silva , de 30 anos, centenas de pessoas cercaram a delegacia.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL