Ligações realizadas em orelhões da Oi voltam a ser gratuitas no Piauí

Judith Bessette
Outubro 4, 2017

Superada a disputa em torno da permanência da dívida regulatória de R$ 11 bilhões com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) dentro do processo de recuperação judicial, a direção da Oi busca agora a formatação de uma proposta de equalização dos passivos que possa ser aceita pelo Poder Público, afirmou nesta terça-feira, 3, o diretor-presidente da tele, Marco Schroeder.

A decisão da Anatel veio após uma fiscalização da agência, realizada em agosto de 2017, verificar que que o nível de orelhões em condições de operação nesses estados não atingiram os patamares estabelecidos pela legislação em vigor agência reguladora.

Além da Paraíba, foram contemplados com a gratuidade nas ligações feitas de telefones públicos os estados de Alagoas, Amazonas, Amapá, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Pará, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Roraima, Santa Catarina e Sergipe.

Dodge pede para ouvir Temer sobre fraude em decreto
Dessa vez, o presidente Temer foi denunciado por obstrução de Justiça e organização criminosa. Tudo bem. "A Rodrimar S.A. não foi beneficiada pelo Decreto dos Portos ", assegura.

No atual ciclo entraram o ES, RR, SC e SE, mas o Rio Grande do Sul, que constava no ciclo anterior, ficou de fora porque a Oi conseguiu manter 92% dos orelhões no estado em funcionamento.

A partir do dia 30 de março de 2018, data em que a medida perde a validade, deverá ser divulgado o resultado da próxima aferição das condições de disponibilidade dos orelhões.

Desde o último domingo (1), 15 estados brasileiros têm ligações gratuitas a partir de orelhões da Oi. A nova aferição deve ser realizada no final de fevereiro de 2018.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL