Xuxa sobre "Amor Estranho Amor: "Querem me chamar de pedófila, chamem"

Patrice Gainsbourg
Outubro 6, 2017

Durante quase 2h00 de vídeo, a rainha dos baixinhos comentou temas polêmicos como a desavença com o apresentador Datena, acusação de pedofilia e acusação de pacto com entidades malignas. "E essa lei é clara, não pode usar violência contra criança", declarou ela no vídeo em que, em outras sequências, tem Xuxa defendendo a Lei Menino Bernardo, que estabelece que não se deve usar violência contra crianças. Querem me chamar de garota de programa, querem me chamar de pedófila porque fiz um filme quando tinha 18 anos, chamem.

Neste final de semana, Xuxa, 54, e José Luiz Datena, 60, se envolveram em uma polêmica daquelas. Aliás, gostaria que todos vissem o filme porque é muito bom.

Em um ao vivo de mais de duas horas publicado no Facebook, ela falou sobre o assunto: "Não gosta de mim, não tem problema". Um dos assuntos abordados foi a participação no filme "Amor Estranho Amor", de 1982. O filme foi duramente criticado anos depois, por conta de uma cena de Xuxa deitando-se nua com um adolescente.

Campeã do BBB se casa em Fortaleza. Confira as fotos!
A ex-BBB Munik Nunes se cassou com o empresário Anderson Felício , na última terça-feira (03), em Fortaleza . Ana Paula ainda revelou que Munik se arrumou para o casamento no mesmo hotel em que ela estava hospedada.

Xuxa Meneghel briga na justiça para que o Google retire todo o conteúdo de termos que associem seu nome e imagens do filme "Amor Estranho Amor" e seu nome à pedofilia.

De fato, apesar de ter tido um enorme sucesso com suas atrações juvenis e infantis na Globo, Xuxa ficou com sua imagem manchada desde o início da sua carreira, tudo porque muitos telespectadores não conseguiram esquecer a imagem de Xuxa na cama com um menino claramente menor de idade. "Aceitem isso que dói menos", disse a intérprete de Ilariê. Em maio deste ano, a apresentadora teve um recurso do processo negado em segunda instância. Vamos parar de falar que eu tenho pacto com alguma coisa, porque senão eu não teria tudo isso.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL