Operação no Rio tem 10 detidos e 2 apreendidos

Patrice Gainsbourg
Outubro 7, 2017

Os agentes também realizaram uma prisão em flagrante.

"Tão logo seja identificado, podemos pedir". Nós temos que ir lá buscá-los. "Nós vamos capturar o Rogério", garantiu Rodrigo.

No momento em que a operação foi deflagrada, houve tiroteio no Morro dos Macacos.

O papel das Forças Armadas nessas operações de garantia da lei e da ordem, iniciadas no final de julho deste ano, é apoiar as ações do Plano Nacional de Segurança Pública no Estado do Rio de Janeiro. As investigações começaram há três meses quando policiais militares da UPP dos Macacos gravaram vídeos mostrando traficantes agindo livremente e armados com fuzis, após denúncias de moradores.

Um dos principais suspeitos é Leandro Nunes Botelho, conhecido como Scooby, considerado o chefe do tráfico de drogas na região.

Inglaterra junta-se à Alemanha rumo ao Mundial 2018
O rival terá que vencer e torcer por um tropeço da Dinamarca, que terá a Romênia em casa, na cidade de Copenhague, no mesmo dia. A Seleção Norte Irlandesa está na segunda colocação no Grupo C, com 19 pontos conquistados, 5 pontos atrás da Alemanha.

De acordo com o almirante, as ações de cerco das Forças Armadas liberaram os policiais para realizarem tarefas específicas no interior da comunidade, o que contribuiu para a normalização das atividades na Rocinha.

Militares na região do Morro dos Macacos, na Zona Norte do Rio.

Com o apoio de tanques blindados, a operação seguia em andamento na favela, no bairro de Vila Isabel, com o objetivo de cumprir 31 mandados de prisão, segundo a Secretaria de Segurança do Rio. Só que nesse interim, veio a guerra da Rocinha.

Seis dos dez traficantes presos no Morro dos Macaco participaram da invasão da Rocinha no mês passado. Além de cumprir, essa operação tem um caráter de prevenção. Então, há uma possibilidade dessa comunidade realmente servir de base para uma futura invasão.

De acordo com o portal de notícias G1, a ação envolve polícias da esquadra de Vila Isabel, de esquadras especializadas, da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Morro dos Macacos e do Batalhão de Operações Especiais (BOPE).

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL