Diretas no PSD marcadas para 13 de janeiro

Patrice Gainsbourg
Outubro 10, 2017

Caso os conselheiros nacionais optem por diretas a 13 de janeiro, o Congresso ficaria marcado para 16, 17 e 18 de fevereiro.

Os números finais da votação não foram revelados aos jornalistas pelo secretário-geral do PSD, José Matos Rosa, mas ao PÚBLICO apurou que o resultado foi de 61 votos a favor da proposta de uma data mais tardia contra nove.

Até este momento, Rui Rio e Pedro Santana Lopes são os nomes apontados como estando na corrida. Já Rodrigo Gonçalves, líder interino da concelhia de Lisboa, e também apoiante do ex-autarca do Porto, não alinhou pelo mesmo sentido de voto.

No início da reunião do Conselho Nacional, Passos Coelho referiu que a proposta de uma data mais tardia - a de 13 de Janeiro - corresponde praticamente ao calendário eleitoral que estava previsto antes de o actual líder anunciar que não se recandidatava ao cargo.

Revelado o 2º trailer completo de "Star Wars: Os Últimos Jedi"
Antes do novo trailer de Os Últimos Jedi ser lançado, a Lucasfilm decidiu divulgar um novo (e incrível) pôster do filme. Nas imagens é possível ver cenas do treinamento de Rey com Luke Skywalker para se tornar uma Jedi.

Até ao dia 2 de janeiro está aberto prazo para entrega de candidaturas à liderança do partido e moções de estratégia global.

As eleições diretas vão decidir o sucessor de Pedro Passos Coelho à frente do PSD.

A informação foi avançada à Lusa por fonte oficial social-democrata, que justificou a apresentação de duas opções pela Comissão Politica Nacional como uma forma de dar ao Conselho Nacional - órgão máximo do partido entre Congressos - a possibilidade de escolha.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL