França reassume liderança; Holanda precisa de milagre — Eliminatórias Europeias

Patrice Gainsbourg
Outubro 10, 2017

A situação do Grupo A das Eliminatórias Europeias para a Copa do Mundo de 2018 ficou bem encaminhada após as partidas válidas pela nona rodada ocorrida neste sábado. Para Arjen Robben, capitão da seleção laranja, porém, isso não irá acontecer. Neste duelo, curiosamente, os holandeses, para garantirem o segundo lugar e vaga na repescagem, necessitam golear os suecos por sete ou mais gols de diferença.

As derrotas para Bulgária pela quinta rodada e para a França na sétima, ambas fora de casa, custaram caro para os holandeses. "Sabemos que Bielorrússia quer atrapalhar a nossa vida, com todo o direito, mas não podemos permitir", apontou Didier Deschamps, treinador da França, ciente de que os bielorussos não almejam mais nada, apenas cumprindo tabela.

Precisando da vitória, Portugal aposta a suas fichas em Cristiano Ronaldo, que atravessa grande fase e que na rodada passada foi poupado no primeiro tempo do jogo contra Andorra. A equipe de Eden Hazard e companhia se manteve invicta com 25 pontos e chegou aos saldo positivo de 33 gols. Os gregos venceram o Chipre por 2 a 1, fora de casa, e chegaram aos 16 pontos.

"Para Portugal é uma final, mas confesso que estou confiante, mesmo respeitando demais a força da seleção da Suíça".

Mundial de Clubes: Al Jazira-Auckland City na rota do Real Madrid
O Grêmio disputa a semifinal daLibertadores com o Barcelona de Guayaquil , no Equador, nos dias 25 de outubro e 1º de novembro. No momento, ainda estão na briga: Al Hilal (Arábia Saudita), Persepolis (Irã), Urawa Reds (Japão) e Shangai SIPG (China ).

No mesmo grupo, a Holanda jogará contra a Bielorrússia, e precisa da vitória se quiser seguir sonhando com o mundial.

Ainda nesta terça-feira acontecem os jogos do Grupo H, no qual a Bélgica já garantiu a liderança e a respectiva vaga no Mundial.

Um triunfo ante Gibraltar na terça-feira, na derradeira jornada, confirmará a Grécia como segunda posicionada do Grupo H e consequentemente com via aberta para o "play-off". Já os bósnios visitam a Estônia, que não tem mais aspirações. As duas seleções se enfrentam em confronto direto na casa dos lusos. Já os oito melhores segundos colocados ganham uma nova oportunidade na repescagem, disputado no sistema de mata-mata, apontando mais quatro classificados.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL