Leitura de parecer sobre segunda denúncia contra Temer deve ocorrer às 15h

Oceane Deschanel
Outubro 10, 2017

Em troca, o presidente quer os votos para barrar a denúncia por obstrução de Justiça e organização criminosa que será analisada na Câmara.

A base aliada se mobilizou na semana passada para manter o tucano na CCJ e na relatoria do caso. O primeiro a se manifestar será o relator, que apresentará o parecer pela admissibilidade ou arquivamento do pedido da PGR. É claro que temos de respeitar a posição dele pelo saber jurídico que tem. "Não vai ter surpresa".

Economia brasileira crescerá 2,43% em 2018, prevê mercado
Para o próximo ano, a estimativa dos especialistas do mercado para o superávit avançou de US$ 50 bilhões para US$ 50,8 bilhões. Para as transações correntes, (todas as operações do Brasil com o exterior) a projeção de déficit ficou em US$ 15 bilhões.

A expectativa neste momento é se o presidente da CCJ, deputado Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), vai suspender a sessão da manhã de hoje até que o relator apresente seu parecer ou se vai responder a questões de ordem apresentadas por deputados. Entre os pedidos estão os dos deputados Paulo Teixeira (PT-SP) e Alessandro Molon (Rede-RJ) solicitando a votação separada da autorização para o prosseguimento do processo em relação a cada um dos acusados. A informação é da assessoria do relator, deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG).

O relator indicou que não pretende separar as acusações no parecer de acordo com o cargo do denunciado e o crime imputado, como quer a oposição. "Talvez peça mais horas", disse o tucano. Uma fonte ligada ao presidente disse que esse possível adiamento poderia ter um efeito cascata e atrasar ainda mais o calendário da votação, o que não é desejo do governo. "Eu tenho de me apegar ao conjunto que está na denúncia, que é a organização criminosa", enfatizou. A acusação de obstrução de justiça deve aparecer em segundo plano no parecer. Depois, os três advogados de defesa poderão fazer a sustentação oral. A comissão se reunirá novamente para discutir o tema no dia 17 de outubro, data destinada aos debates. Só após todos os parlamentares discursarem na comissão é que ocorrerá a votação do parecer.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL