Tim Cahill 'obriga' Síria a dizer adeus ao Mundial'2018

Oceane Deschanel
Outubro 10, 2017

Com uma derrota de virada diante da Austrália, em Sydney, por 2 a 1, os sírios foram eliminados na repescagem da Ásia. A seleção australiana vai encarar o quarto colocado da Concacaf (Américas Central e do Norte) em uma repescagem intercontinental para decidir quem disputará o Mundial da Rússia no ano que vem.

Ainda assim, a Síria conseguiu a façanha de terminar seu grupo nas Eliminatórias em terceiro lugar, graças a um gol nos acréscimos contra o Irã, e assim, se classificar para os playoffs. O time deu um susto na torcida local que lotou o AZN Stadium, de Sydney, ao abrir o placar em belo chute cruzado de Omar Al Soma, que venceu o goleiro Mathew Ryan após ser acionado pelo lado esquerdo da grande área naquele que foi o primeiro ataque perigoso dos visitantes.

O empate australiano, porém, não demorou a sair.

Americano leva prêmio Nobel de Economia
Sobre a falta de autocontrole, o economista analisou os motivos para as resoluções de Ano Novo serem difíceis de se manter. Thaler, ainda segundo a organização, deixou a economia "mais humana".

Clara favorita a seguir em frente nesta fase, a seleção australiana encontrou uma forte oposição por parte dos sírios, que, depois de já terem imposto um empate (1-1) na primeira mão, disputada em Malaca, na Malásia, hoje, em Sidnei, 'assustaram' os australianos logo aos seis minutos, com o golo de Omar Al Soma, jogador dos sauditas do Al Ahli.

Pouco depois, porém, os australianos empataram aos 13 minutos com um gol de Tim Cahill, ídolo do futebol do país e que depois se tornaria o grande herói da classificação para a repescagem mundial das Eliminatórias ao voltar a balançar as redes na prorrogação. E aos 109', o veterano Tim Cahill acabou com o sonho sírio ao assinar o 2-1. O 1-1 acabaria por perdurar até ao final dos 90 minutos, pelo que o jogo seguiu para prolongamento.

Os sírios ainda acertaram a trave no último lance da prorrogação, em cobrança de falta (veja no vídeo abaixo).

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL