Gabriel Jesus vibra após marcar dois gols em antiga casa: 'Muita felicidade'

Eloi Lecerf
Outubro 12, 2017

A superioridade brasileira foi mostrada com dez pontos de vantagem sobre o Uruguai, que fechou em segundo lugar com 31 pontos.

O empate mantinha o Chile na zona de classificação para a Copa do Mundo, mas o Brasil não quis ser um bom anfitrião.

Pressionando a saída de bola, o Brasil deu trabalho ao Chile no primeiro tempo. Os primeiros serão contra o Japão e a Inglaterra, em novembro. Existe a expectativa de o time de Tite ser testado também contra a anfitriã Rússia em março de 2018, mês em que haverá um reencontro com a algoz Alemanha, em Berlim. Com mais uma vitória, a Seleção Brasileira terminou na liderança e os chilenos estão fora da Copa.

A torcida brasileira precisava de um segundo tempo com gols para acordar.

Em sua melhor chance até então, #Neymar parou na mão do goleiro aos 16 minutos.

Assim, o Brasil vai entrar em campo para enfrentar o Chile com a seguinte formação: Ederson; Daniel Alves, Marquinhos, Miranda e Alex Sandro; Casemiro, Renato Augusto, Paulinho e Philippe Coutinho; Gabriel Jesus e Neymar. No desespero, até o goleiro Bravo foi para a área em escanteio já nos acréscimos.

Mundial2018: Panamá garante apuramento inédito aos 89', EUA eliminados
No quarto lugar das eliminatórias da Concacaf, os EUA estão fora do Mundial pela primeira vez desde 1990. O sofrimento dos torcedores locais durou até os 43 do segundo tempo.

Do outro lado, o Chile tinha a preocupação de não se expor demasiadamente, até porque, àquela altura, classificava-se com um empate.

A primeira chance de gol brasileira no jogo veio aos 8 minutos, quando Renato Augusto chutou de fora da área, mas a bola saiu por cima.

De acordo com o auxiliar Cléber Xavier, porém, Neymar "tem maturidade suficiente para jogar pendurado", não precisando ser substituído por Tite. Paulinho mostrou o oportunismo de sempre para avançar e completar para a rede. As atenções se voltaram aos avisos sonoros sobre o jogo da Argentina, que logo tornaram-se secundários, afinal não era noite para torcer contra Messi: ele virou o jogo no Equador sozinho e fez todos os gols da vitória por 3 a 1 que carimbou o passaporte de sua seleção. Philippe Coutinho acertou ótimo lançamento para Neymar, que dominou com ainda mais categoria na ponta esquerda.

Com Neymar tendo levado amarelo no final do primeiro tempo, os chilenos aproveitavam para marcá-lo de forma dura. Pizzi, sabendo que vencer essa briga não seria suficiente, substituiu Fuenzalida por Puch. Nesta imagem, ela foi flagrada nervosa com a possibilidade de eliminação de sua seleção.

Em uma partida que importava mais para o Chile - que acabou fora da Copa de 2018 - o Brasil ditou o ritmo.

Willian - puxou um contra-ataque nos minutos finais da partida e deu de bandeja para Roberto Firmino, que perdeu o gol. Aos 9 minutos da segunda etapa, Paulinho surgiu no rebote para anotar 1 a 0 para a Seleção e decretar um dia de terror para o Chile.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL