Academia do Oscar expulsa Harvey Weinstein após acusações de assédio

Patrice Gainsbourg
Outubro 15, 2017

Esta medida não tem precedentes no que diz respeito a casos como este.

Os elementos da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood, organismo que reúne os profissionais da Sétima Arte norte-americana e que tem a seu cargo, entre outros, a atribuição dos Óscares, reuniu este sábado de emergência e decidiu-se pela expulsão de Harvey Weinstein. "Não só nos distanciamos de alguém que não merece o respeito de seus colegas como enviamos uma mensagem de que a era da ignorância deliberada e a cumplicidade vergonhosa com a conduta sexual predadora e assédio no local de trabalho na nossa indústria está acabada", ressaltou a instituição.

O produtor pediu desculpas e reconheceu que "a forma como se comportou com colegas no passado causou muita dor".

LaLiga: Gols de Getafe 1 x 2 Real Madrid
Também Karim Benzema ainda não tinha marcado esta temporada na liga espanhola, mas o francês fez a sua estreia nos golos aos 39'. Não é nada normal chegarmos à jornada oito da liga espanhola e ainda não haver qualquer golo na conta de Cristiano Ronaldo .

As acusações foram reveladas pelo jornal "The New York Times" e desencadearam sua demissão na empresa que leva seu nome.

O produtor está a ser acusado por mais de três dezenas de mulheres, a maioria atrizes e modelos, de assédio sexual e, em alguns casos de violação. Contudo, um representante do magnata negou com veemência as alegações, num comunicado dirigido à revista. Atrizes e outras mulheres com quem o produtor trabalhou têm confirmado os rumores.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL