Médico é sequestrado com ambulância para atender a criminoso baleado no Rio

Patrice Gainsbourg
Outubro 18, 2017

Bandidos armados com fuzis sequestraram uma ambulância com uma equipe médica para socorrer um homem, na Maré, Zona Norte do Rio, na madrugada deste domingo (15). De acordo com o jornal Extra, os ladrões quiseram levar o profissional para acompanhar a transferência de um traficante baleado para outra unidade de saúde.

CCJ da Câmara analisa 2ª denúncia contra Michel Temer
Está marcada para hoje a votação no plenário do Senado para decidir se o tucano continua afastado do mandato, por ordem do STF. A previsão é que deputados se concentrem no debate no 1º dia e votem o texto de Bonifácio de Andrada (PSBD-MG) na 4ª (18.out).

Os criminosos também roubaram a ambulância da UPA, na qual levaram o médico e o criminoso ferido rumo a local ainda desconhecido esta segunda-feira, provavelmente uma clínica ou hospital clandestino criado para atender traficantes. A Delegacia de Bonsucesso (21ª DP), que investiga o caso, está buscando identificar a prender os criminosos. O tiro atingiu uma artéria e seu estado de saúde era extremamente grave. A ambulância roubada também foi devolvida para a UPA. Em depoimento, o motorista revelou a polícia que ficou sob a mira dos bandidos e que foi obrigado a retirar o uniforme para que um deles vestisse. O motorista chegou à UPA e foi surpreendido pelos criminosos, que pediram as chaves da ambulância e o jaleco, e entraram no veículo para transportar o criminoso baleado. A arma tinha as iniciais de um dos chefes do tráfico de drogas no complexo da Maré. A polícia acredita ainda que o traficante tenha sido ferido numa troca de tiros com policiais militares do Batalhão de Policiamento em Vias Expressas (BPVE) na Avenida Brasil, altura de Bonsucesso, também na Zona Norte do Rio. O secretário estadual de saúde, Luiz Antonio Teixeira Júnior, teme que o caso afaste os profissionais da rede.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL