PJ faz buscas na Luz, Procuradoria confirma — Caso dos emails

Judith Bessette
Outubro 20, 2017

"Até que enfim que cá vieram", anotou João Correia, na BenficaTV, com visível satisfação e com argumentos para tal estado de espírito.

A estação de Carnaxide escreve ainda que o advogado do clube, Paulo Gonçalves, em declarações à Benfica TV, disse querer que "essas buscas fossem realizadas".

"Estamos cansados - e eu falo até como cidadão - de verificar que a cada semana se anuncia a prática de crimes na semana seguinte", lamentou.

. Não conheço nenhum país civilizado em que isto seja possível.

De acordo com o Diretor de Comunicação do FC Porto, o Benfica tem tentado influenciar a arbitragem desde 2014. "O sistema informático do Benfica foi invadido, pelo que isso é crime".

"Os emails do Benfica, verdadeiros ou falsos, são propalados como sendo próprios do Benfica e na hipótese de o ser é claramente uma violação de correspondência", situou. "E já fizemos participações criminais disso tudo, já apresentámos solicitações a todas as instâncias de investigação criminal em Portugal e até agora nada", insistiu João Correia.

27 mortos é o balanço oficial (nova atualização) — Incêndios
No distrito da Guarda morreram duas pessoas e no de Castelo Branco registou-se uma morte. De acordo com o balanço oficial, contabilizam-se 41 perdas humanas.

"Ou há um lastro investigatório para agir com mais cautela face aos autores dos crimes ou algum desleixo. Eu aposto mais na primeira hipótese", esclareceu o jurista.

No inquérito ao caso dos emails do Benfica, que levou hoje à realização de buscas ao SL Benfica, estão ser investigados os crimes de corrupção ativa e passiva, confirmou hoje a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa (PGDL), dando conta que na operação em curso encontram-se no terreno quatro magistrados do Ministério Público, dois Juízes de instrução e 28 elementos da PJ, incluindo Inspectores e peritos financeiros e contabilísticos e informáticos.

"No âmbito de um inquérito da 9ª secção do DIAP de Lisboa foram emitidos mandados de busca domiciliária e não domiciliária, relativos a investigação em curso pelos crimes de corrupção passiva e ativa", pode ler-se numa nota da PGR.

Já a revista Sábado acrescenta que as casas do comentador Pedro Guerra e do presidente do clube, Luís Filipe Vieira, também estão a ser alvo da operação.

Fonte oficial do Benfica confirmou à Lusa a presença de uma equipa de investigação da PJ no Estádio da Luz, em Lisboa, a realizar diligências, reiterando que o clube encara estas ações com naturalidade.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL