Quentin Tarantino sabia dos assédios de Harvey Weinstein

Rebecca Barbier
Outubro 22, 2017

Quentin Tarantino admitiu, em entrevista, ter conhecimento dos vários casos de assédio e abuso sexual praticados pelo produtor Harvey Weinstein há já vários anos. Entre elas, estão as atrizes Mira Sorvino, Angelina Jolie, Gwyneth Paltrow, Ashley Judd, Léa Seydoux e Lupita Nyong'o. Agora, depois de ter "acompanhado as notícias e lido os relatos de mulheres que se abriram para falar sobre Harvey Weinstein", superou os traumas e juntou a sua voz às delas.

"Me senti muito sozinha quando essas coisas aconteceram e me culpei por isso, bem como muitas das outras mulheres que compartilhavam suas histórias", disse.

Mais uma mulher veio a público nesta sexta-feira (20) contar detalhes da agressão sexual que teria sofrido por parte do produtor de cinema Harvey Weinstein. Na época, uma produtora a alertou de que Weinstein "poderia ser um bully".

FC Porto goleia Paços de Ferreira (6-1) — Vídeo
Depois do golo madrugador de Ricardo, aos quatro minutos, surgiu a resposta do Paços de Ferreira , aos oito minutos de jogo. Herrera e Danilo Pereira jogam no centro do terreno enquanto Brahimi, Corona estão nas alas.

A vencedora de um Óscar pelo filme "12 Anos Escravo", Lupita Nyong'o, escreveu um longo artigo para o jornal "The New York Times" em que relata com pormenor os avanços de Harvey Weinstein. "Não me deixou totalmente à vontade, mas também não me deixou alarmada", começa por contar Lupita. Pouco depois, ele a teria convidado para assistir a um filme em sua casa, em Westport, Connecticut (EUA). "Eu achei [que massageá-lo] me permitiria estar no controle e saber onde suas mãos estavam durante todo o tempo".

Na quinta-feira, o jornal "Los Angeles Times" disse que a alegação feita ao departamento de polícia de Los Angeles partiu de uma modelo e atriz italiana conhecida, mas não identificada, que contou a detetives que Weinstein a estuprou em um quarto de um hotel em Beverly Hills após um evento em fevereiro de 2013. Mesmo sua reação sendo muito aguardada, o diretor preferiu não se manifestar logo quando o escândalo estourou. "Concordei rindo, tentando sair da situação com segurança". No entanto, em poucos minutos, o produtor estava a bater à sua porta. "Se eu quisesse ser uma atriz, tinha que estar disposta a fazer esse tipo de coisas", afirmou a intérprete. 'Você não tem ideia da oportunidade que está perdendo', ele disse. Por um tempo, fiquei em silêncio até ter a coragem de recusar sua proposta educadamente.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL