Buffon é o melhor guarda-redes do ano — Prémios FIFA

Vincent De Villiers
Outubro 24, 2017

Ele é o único a ter recebido três prêmios como o melhor jogador do mundo e, agora, como treinador.

- É muito especial, jamais imaginei que ganharia algo tão belo e tão importante como técnico de futebol. Agradeço também a Antonio (Conte) e Massimiliano (Allegri).

Zidane já havia concorrido ao troféu na última edição da premiação, mas perdeu para o italiano Claudio Ranieri, que conquistou o inesperado título inglês com o Leicester City.

"É uma honra receber este prémio com a minha idade", disse Buffon. Estou orgulhoso do que fiz. Mas também quero agradecer meu clube, meu técnico, meus companheiros. Eles me ajudam a tornar possível essa realização. Na disputa entre o alemão Manuel Neuer (Bayern de Munique), o costa riquenho Keylor Navas (Real Madrid) e Buffon, melhor para o italiano.

Aluno baleado por colega em escola recebe alta
O Ministério Público pediu a internação provisória, por 45 dias, do jovem que efetuou os disparos dentro da escola. A quarta vítima do ataque, identificada como Lara Fleury Borges, está no Hospital dos Acidentados de Goiânia.

PRÊMIO PUSKÁS - Na festa de gala, a Fifa também premiou o gol mais bonito da temporada 2016/2017.

A manobra de Giroud para marcar o golaço o fez deixar para trás seus dois concorrentes na final: a venezuelana Deyna Castellanos, que marcou do meio de campo diante de Camarões no último Mundial Sub-17, e o sul-africano Oscarine Masuluke, goleiro que marcou de bicicleta durante jogo de seu Baroka contra o Orlando Pirates, pelo Campeonato da África do Sul. A profissional de 47 anos comanda a seleção feminina da Holanda desde janeiro deste ano.

A concorrência de Zidane pelo prêmio de melhor treinador não era fácil.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL