Broadcom faz oferta por Qualcomm

Judith Bessette
Novembro 6, 2017

O grupo americano de semicondutores Broadcom anunciou nesta segunda-feira uma oferta de compra de sua concorrente, Qualcomm, por um total de 130 bilhões de dólares, o que constituirá uma das maiores operações deste tipo no setor de novas tecnologias. O índice tecnológico Nasdaq atingiu um novo máximo histórico intraday depois de a Broadcom ter formalizado uma oferta pública de aquisição (OPA) da Qualcomm, por 130 mil milhões de dólares.

Se o negócio for concluído por esse mesmo valor, será a maior aquisição da história do mercado da tecnologia, superando os US$ 67 bilhões pagos pela Dell na compra da EMC em 2015.

A Broadcom diz que a oferta representa um prêmio de 28 por cento sobre o preço de fechamento das ações ordinárias da Qualcomm em 2 de novembro de 2017 - também conhecido como " o último dia de negociação não afetado antes da especulação da mídia em relação a uma transação potencial".

Mercado financeiro mantém estáveis estimativas de inflação e PIB
Segundo o Banco Central , ainda existe a possibilidade de a inflação ter variação entre 3% (mínima) até 6% (máxima). Desde a semana passada, a expectativa dos economistas é que a economia tenha crescimento de 0,73% este ano.

Entretanto, a Qualcomm vive um momento delicado.

A proposta prevê ainda que cada acionista receba 51,6 euros (60 dólares) em dinheiro e 8,6 euros (10 dólares) em ações da Broadcom. Se concluída, criaria uma empresa com uma capitalização de mercado combinada de mais de US $ 200 bilhões. No entanto, fonte próxima da Qualcomm informou o Financial Times que a proposta apresentada é significativamente mais baixa do que o conselho de direcção poderia considerar sério.

A proposta se manterá independente do desfecho de outra, feita pela Qualcomm, pela aquisição da NXP, fabricante de semicondutores baseada na Holanda que, originalmente, era uma divisão da Philips. A fusão potencial, segundo ele, também levanta questões a serem consideradas em torno da difícil aquisição da NXP pela Qualcomm - há muito a ser resolvido quanto ao valor das participações em patente de Qualcomm e sua elevada margem de lucro sobre o fluxo de receitas.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL