Mundial 2018 recupera "velhinha" Telstar — OFICIAL

Oceane Deschanel
Novembro 9, 2017

A Fifa revelou, nesta quinta-feira (9), o novo modelo de bola que será utilizada na Copa do Mundo de 2018, que acontecerá na Rússia. E a pelota é uma velha conhecida já que ela é baseada nas mesmas que foram utilizadas em 1970, no México, e em 1974, na Alemanha.

Estiveram presentes na cerimônia Messi, Kaká, Zidane, Del Piero, Podolski e Xabi Alonso.

"Já conhecia a bola, tive a chance de provar. Gostei do desenho e das cores", disse Messi ao subir no palco. O craque se referiu à participação da seleção argentina e outras equipes patrocinadas pela fornecedora que ajudaram no desenvolvimento da nova bola.

Bruxelas adianta hoje 1,5 milhões de euros a Portugal — Incêndios
Também há onde a Comissão Europeia é mais otimista que o Governo. É o caso das expetativas para o mercado de trabalho. Segundo o CFP, o desvio do crescimento da despesa primária excede em média 1% em 2017 e 2018.

A Telstar tem os clássicos gomos pretos e brancos da bola original, só que com um toque moderno. O Mundial do México apresentou o objeto que tem como inspiração o nome "Estrela da Televisão" (TELevision STAR). Através dos smartphones (disponível apenas para Android e iOS para Iphone 7 ou mais recente), acessando o site da Adidas, os fãs irão poder interagir graças ao chip.

A Copa da Rússia será a primeira desde 1998, na França, a não ter uma bola colorida. E o que eu gosto mais é a cor dela, preta e branca. "É um uma bola legal, vamos ver durante a Copa", declarou Podolski. Uma versão clássica que inspirou a bola que vai ser usada no próximo Mundial da Rússia, em 2018, e que ontem foi lançada pela empresa alemã de artigos desportivos: a Telstar 18.

As vendas da bola começam nesta sexta-feira. A criadora do modelo é a Adidas. A réplica custará R$ 159,99, a versão society R$ 149,99, a de futsal R$129,99 e a mini R$ 59,99.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL