PSP interrompe velórios e leva corpos das vítimas de legionella

Patrice Gainsbourg
Novembro 10, 2017

A PSP adiou os funerais de duas vítimas mortais de legionella e recolheu os corpos de outras duas vítimas enquanto decorriam os velórios, no cumprimento de uma ordem do Departamento de Investigação e Ação Penal.

Os corpos das duas vítimas mortais, que tinham sido libertados do Hospital Santa Maria e do Hospital dos Lusíadas, encontram-se agora no Instituto de Medicina Legal de Lisboa, entidade que vai proceder às autópsias. "Dizer que é uma situação muito sensível é pouco e foi difícil de gerir".

"O Ministério Público decidiu, esta terça-feira e por iniciativa própria, face às notícias vindas a público sobre surto de 'legionella' e suas consequências, instaurar um inquérito".

A mesma fonte da PSP que prestou esclarecimentos ao Observador acrescentou que "desconhece em absoluto" porque razão o processo decorreu "desta maneira". Foi desconfortável, mas teve de se cumprir.

Fonte do Comando Metropolitano da PSP de Lisboa confirmou à Lusa que a ordem de recolha partiu do DIAP.

Oi adia assembleia de credores para 7 de Dezembro
A Bratel, subsidiária da portuguesa Pharol, é acionista minoritária de referência com 22% das ações da Oi. As decisões foram classificadas por eles de abusivas e em conflito com os interesses da operadora.

António Costa falava aos jornalistas na Web Summit, em Lisboa, depois de interrogado sobre a atuação do Estado, em particular sobre o papel do Ministério Público, no caso do surto de 'legionella', que já fez dois mortos, tendo sido identificados 41 casos como positivos.

As autoridades de saúde indicaram hoje que o surto de 'legionella' no Hospital São Francisco Xavier, em Lisboa, entrou numa fase descendente, havendo indícios de que as medidas corretivas já estão a surtir efeito.

Em conferência de imprensa, a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, estimou que o surto esteja a entrar numa fase com menos casos por dia, adiantando que nesta quarta-feira apenas foi confirmado um novo caso e que outro está em investigação. "Em relação aos outros, estão cinco em cuidados intensivos e os restantes em internamento geral com sinais de recuperação e de melhoria significativa", sintetizou.

Graça Freitas indicou também que os resultados preliminares de análises colhidas após as medidas corretivas aplicadas no sistema de refrigeração indiciam um efeito positivo dessas medidas.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL