Marrocos e Tunísia garantem últimas vagas da África na Copa do Mundo

Patrice Gainsbourg
Novembro 12, 2017

Marrocos e Tunísia completaram o grupo de cinco seleções africanas classificadas para a Copa do Mundo da Rússia-2018, neste sábado, depois de vencerem a Costa do Marfim e empatarem com a Líbia, respectivamente. Antes disso, Nigéria, Egito e Senegal tinham confirmado seus lugares na competição do ano que vem.

Já no Grupo C a Costa do Marfim jogava em casa, precisava de vencer, mas perdeu diante contra Marrocos (2-0). Sem medo do adversário, marcaram 2 a 0. Porém, golos de Nabil Dirar (25') e Medhi Benatia (30') valeram o triunfo e a qualificação de Marrocos para o seu primeiro Mundial desde 1998.

Essa será a quinta participação marroquina em um Mundial e a primeira desde 1998 - jogou também em 1970, 1986 e 1994. Já a Costa do Marfim está fora depois de se classificar às três últimas Copas.

Conta de luz e gás de botijão puxam inflação de outubro — IBGE
O grupo habitação, que engloba o produto, foi responsável por metade da alta, com impacto de 0,21 pontos percentuais. Quanto aos índices regionais, as variações ficaram entre -0,22%, registrado no Rio de Janeiro, e 1,50%, em Goiânia.

Vai ser também a quinta participação da Tunísia em Copas do Mundo, mas a volta da seleção é depois de 12 anos, em vez dos 20 dos marroquinos. Gabão e Mali ficaram no zero, enquanto Zâmbia e Camarões empataram por 2 a 2, em duelo movimentado. Empatou em 0 a 0 com a Líbia, somou 14 pontos na chave A. A pontuação deixou a equipe um ponto à frente da República Democrática do Congo, que venceu a Guiné por 3 a 1, mas não conseguiu ficar com a vaga.

A última vez que os tunisianos disputaram a Copa foi na Alemanha, em 2006, caindo na primeira fase.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL