Procon divulga lista de lojas para serem evitadas no Black Friday

Judith Bessette
Novembro 17, 2017

Com a aproximação da Black Friday, uma das datas mais aguardados pelo varejo nacional, o Procon de São Paulo atualizou a lista de lojas devem ser evitadas pelo consumidor na hora da compra on-line. Entre as reclamações, estão os fretes caros, produtos danificados e que divergem do anunciado.

Todas a lojas, aliás, já foram notificadas sobre os problemas e, mesmo assim, a maioria delas não oferece uma solução para o caso ou, simplesmente, não foram encontradas. Segundo o Procon-SP, a partir do levantamento, a instituição procura evitar que a população seja lesada e o tão sonhado desconto acabe se transformando em pesadelo. O dia de promoções em todo o Brasil acontece na próxima sexta-feira (24) e deve movimentar 2,5 bilhões de reais este ano, de acordo com dados da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm).

PIB gaúcho caiu em 2015, mas manteve quarta posição na economia nacional
Além de ter sido a maior queda em volume da série, 2015 foi o primeiro ano em que todas as unidades federativas registraram queda. O relatório apresentado pela Codeplan mostra que, quando avaliado o PIB per capita do DF, ele alcança R$ 73.971,05.

A gerente do Procon de Vitória, Herica Correa Souza, informa que, além do endereço do site, a lista ainda traz variadas informações, como a empresa ou pessoa responsável pela página, o respectivo CNPJ (ou CPF), sua situação - que pode estar classificada como "No ar" e "Fora do ar" (status do site no dia da inserção na lista) - e a data de inclusão.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL