Pedro Cardoso abandona programa ao vivo em apoio a grevistas da EBC

Eloi Lecerf
Novembro 24, 2017

Como justificativas, Cardoso citou a existência de uma greve ocorrendo entre os funcionários da EBC (Empresa Brasil de Comunicação) no momento em que o programa era gravado, e também a "comentários extremamente inapropriados" do presidente da entidade, Laerte Rimoli, direcionados a uma atriz negra - alusão a Taís Araújo. O presidente também foi alvo de críticas de Cardoso. "E não participo de programa em empresas que estão em greve", disse o ator, logo no início do programa. Pedro pediu que enviem informações sobre o Brasil.

O ator disse que não caberia a ele julgar a paralisação em si, pois não estava a par da negociação, e nem emitir opinião sobre quem estava em greve ou trabalhando. "Eu não vou responder essa pergunta e nenhuma outra". Mas diante deste governo que está governando o Brasil eu tenho muita convicção que as pessoas que estão fazendo essa greve estão provavelmente cobertas de razão”, enfatizou durante o programa. "Então não vou falar do assunto pelo qual vim aqui e nenhum outro", continuou Pedro Cardoso, que está lançando o primeiro romance dele, O Livro dos Títulos. "Além disso, o presidente dessa empresa, uma empresa que pertence ao povo brasileiro, fez comentários racistas a respeito de uma colega minha, que tem presença de sangue africano", esbravejou o ator, que depois se levantou, cumprimentou a todos e saiu do programa ao vivo. Cabe a mim o respeito a todos vocês, aos parados e aos que estão trabalhando, aos que estão aqui. Porque o sangue africano está presente em todos nós e, em alguns de nós, está presente também na pele. Esta postura da EBC é o resultado da diretriz jornalística e profissional implementada pela atual direção da Empresa Brasil de Comunicação. "Então, se esta empresa, que é casa do povo brasileiro, tem na presidência uma pessoa que fala contra isso, eu não posso falar do assunto que eu vim falar aqui", declarou Cardoso. Em favor da greve dos funcionários da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), que administra o canal, o ator se recusou a dar entrevista e abandonou a atração.

Divulgado vídeo que mostra deserção de norte-coreano
Ele foi levado por um helicóptero militar americano até um hospital em Suwon, ao sul de Seul (assista ao vídeo abaixo). O desertor, então, desce e começa a correr em direção à Coreia do Sul , enquanto outros militares atiram contra ele.

Recentemente Rimoli compartilhou memes no Facebook debochando de uma declaração da atriz Taís Araujo, que afirmou que seu filho é vítima de racismo.

Na tarde desta quinta-feira (23), Pedro Cardoso virou um dos assuntos mais comentados no Twitter.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL