Blair e um novo referendo: "A vontade do povo não é imutável"

Patrice Gainsbourg
Декабря 4, 2017

A primeira-ministra britânica, Theresa May, viajou nesta segunda-feira (4) para Bruxelas para participar de uma tentativa de fechar uma primeira fase do acordo sobre a desfiliação britânica da União Europeia, que ficou conhecido como Brexit.

Ela encontrou o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, e também tem uma reunião prevista com o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk. Desde sempre grande defensor da permanência no Reino Unido, esta foi a primeira vez que falou em tão claros termos sobre o seu empenho em contrariar a saída da UE.

Defendendo que esta é uma situação de quem ninguém vai sair vencedor, Philipe Lambert destacou que "não há nada melhor" do que ser membro de pleno direito da UE, pelo que "a futura relação" entre o Reino Unido e os 27 - em especial com a Irlanda - será negociada no futuro.

O acerto de contas entre a União Europeia e o Reino Unido andará entre os 45 mil milhões de euros e os 55 mil milhões, abaixo do valor inicial pedido por Bruxelas (60 mil milhões), mas bem acima dos 20 mil milhões oferidos por Theresa May em setembro. No entanto, ele afirmou que as posições de ambos os lados estão mais estreitas e que há confiança de que um senso comum será acordado antes da cúpula dos líderes europeus em 14 e 15 de dezembro.

Читайте также: Del Pino sobre su aprensión: "Mi detención es un ataque injusto"

É, por isso, muita a expectativa quanto à reunião entre Juncker e May, durante aquele que será provavelmente o almoço mais caro da história.

Dublin, apoiada pelo restante da UE, quer garantias convincentes de que Londres se comprometerá a manter os regulamentos comerciais na Irlanda do Norte como no resto do bloco para evitar uma "fronteira dura" que poderia perturbar a paz na Irlanda.

No Parlamento, a premiê depende de um partido pró-britânico da Irlanda do Norte que rejeita qualquer acordo que dividiria a província do território continental do Reino Unido.

O rascunho de um acordo sobre a questão da fronteira entre as Irlandas, publicado mais cedo pela emissora RTÉ, mostrou que o norte, no sentido prático, permaneceria sob as regras da União Europeia.

При любом использовании материалов сайта и дочерних проектов, гиперссылка на обязательна.
«» 2007 - 2017 Copyright.
Автоматизированное извлечение информации сайта запрещено.

Код для вставки в блог

Outros relatórios

Discuta este artigo